Monday, 03 August, 2020

JORNAL TIJUCAS

A nova aposta da gestora AZ Quest no segmento de fundos de crédito privado


Walter Maciel, da AZ Quest

A gestora AZ Quest, que gere cerca de R$ 15 bilhões em dezenas de fundos, está lançando um novo veículo para aproveitar a fuga recorde dos investidores da renda fixa tradicional: um novo fundo de crédito privado, que aplica em dívidas emitidas por empresas. 

O AZ Quest Supra vai tentar fugir de uma armadilha que castigou essa categoria de fundos na crise: o prazo curto de resgate. No auge da turbulência com o coronavírus, gestores de fundos de crédito privado que permitiam resgates em um prazo de poucos dias tiveram que se desfazer de papéis antes da hora para satisfazer os saques dos cotistas, o que abalou a rentabilidade de muitas estratégias. 

O carro-chefe da gestora no crédito privado, por exemplo, o fundo AZ Quest Luce, é do tipo D+1, devolvendo os resgates solicitados um dia depois do pedido. Por causa disso, perdeu 5,6% em março quando a crise estourou. 

Por isso, o novo fundo é do tipo D+75, devolvendo o dinheiro dois meses e meio depois do pedido. Paralelamente, vai buscar mais risco lá fora, podendo aplicar até 40% da carteira no exterior.        

Embora exija aplicação inicial mínima de R$ 10 mil, o AZ Quest Supra mira clientes de altíssima renda, do tipo investidor qualificado (patrimônio de pelo menos R$ 1 milhão em aplicações financeiras). A taxa de administração é de 1,2% ao ano.    

Obter novas postagens por e-mail:

Cadernos

Confira…



Fale conosco
redacao@jornaltijucas.com.br 
+554833330097

 

Leitores On Line

 

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE