YouTube na mira da justiça: portal enfrenta processo bilionário por violar privacidade de crianças

Um dos processos mais famosos da atualidade é o entre TikTok e Estados Unidos, que já até rendeu fechamento dos escritórios da rede de vídeos nos EUA. Entretanto dessa vez o processo é sobre outro portal de vídeos: o YouTube, que está sendo acusado de violar a privacidade de crianças ao coletar dados para exibir anúncios direcionados.

O valor do processo é enorme: 2,5 bilhões de libras, ou o equivalente a mais de 17 bilhões de reais, que estão sendo exigidos como indenização pelo escritório de advocacia internacional Hausfeld e a organização sem fins lucrativos de justiça tecnológica Foxglove.

A alegação é YouTube violou a Lei de Proteção de Dados do Reino Unido e o Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Europeia (GDPR) ao coletar informações de até 5 milhões de menores para enviar anúncios direcionados sem o consentimento dos pais, o que é totalmente proibido pela LPDR para menores de 13 anos.

Clique aqui para ler mais

Leitores On Line