Washington: Morte de rapaz negro baleado por policial gera protestos

Manifestantes protestaram

Manifestantes protestaram
Shawn Thew / EFE – EPA – 3.9.2020

A morte de um jovem negro de 18 anos, baleado no peito por um policial, provocou uma série protestos contra a violência policial que começou na noite de quarta-feira (2) e prosseguiu nesta quinta em Washington, nos Estados Unidos.

Leia também: Como protestos contra brutalidade policial podem impactar eleição nos EUA

Cerca de 30 pessoas se concentraram na frente da casa da prefeita da cidade, a democrata Muriel Bowser, para pedir a demissão do chefe do Departamento de Polícia, Peter Newsham.

Ontem à noite, os atos foram realizados diante das unidades locais de polícia, sob o lema “sem justiça, não haverá paz” e com muitos gritos do nome de Deon Kay, o jovem que morreu baleado, segundo o jornal local “Washingtonian”.

Imagens da confusão

O próprio Departamento de Polícia, após muita pressão, divulgou as imagens gravadas pela câmera do agente que efetuou o disparo, em que é possível ver um grupo reunido em volta de um veículo e muitos deles correndo após a chegada dos integrantes da força de segurança.

Um dos que sai em disparada é Kay, que recebe o disparo enquanto tentava deixar o local.

De acordo com a polícia, em determinado possível das imagens, é possível ver algo que o jovem carregava, semelhante a uma pistola. Uma arma que supostamente seria do jovem foi recuperada no local.

Kay foi transferido para o hospital após ser baleado, mas não resistiu aos ferimentos.

Atualmente, os Estados Unidos registra uma forte onda contra o racismo e a violência policial, desde a morte, em 25 de maio, de George Floyd, também morto durante uma abordagem policial em Mineápolis, no estado de Minnesota.

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line