“Vou continuar batendo nesses senhores”, diz Roberto Jefferson

O presidente do PTB, Roberto Jefferson, disse hoje que não pretende parar de criticar o STF por causa a suspensão de suas contas em redes sociais. “Vou continuar batendo nesses senhores”, declarou.

Em entrevista à CNN Brasil, Jefferson disse que os ministros do Supremo “formaram uma organização criminosa para a prática do crime de abuso de autoridade, e o chefe dessa Orcrim é o ministro Alexandre de Moraes”.

O presidente do PTB disse que os ministros “não têm moral” para impedir que ele pare de criticá-los. “São lobistas ligados a empreiteiras, bancos, televisões, grandes escritórios de advocacia e partidos de esquerda”, ele disse.

“Tem lá um juiz do Trabalho, e juiz do Trabalho na magistratura é de segunda categoria, é o baixo clero, é o cara da CLT, só tem um código pra ele, é juiz meia boca”, declarou o presidente do Partido Trabalhista Brasileiro.

Segundo Jefferson, a suspensão dos perfis nas redes sociais “vilipendia de tal maneira a Constituição que ela chutou o artigo 5º, que diz que todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza”.

Hoje o Twitter e o Facebook cumpriram decisão de maio do ministro Alexandre de Moraes de suspender os perfis dos investigados no inquérito das fake news. Jefferson foi um dos atingidos.

Com Agências