Volta de Robben aos treinamentos seria televisionada, mas jogador vira desfalque

Aos 36 anos, Arjen Robben deixou aposentadoria para jogar no clube onde foi revelado, o Groningen. Após um ano parado, o atacante veterano desfalcará a equipe no primeiro treino da temporada por recomendação da equipe médica.

A decisão foi tomada depois que os jogadores passaram por vários testes físicos ao longo da semana, em preparação para o primeiro teste em campo, na próxima segunda-feira.

“Eu tinha em mente me juntar à sessão na segunda-feira, mas especialistas me aconselharam a não fazê-lo. Gostaria de estar com meus colegas de equipe, mas é muito mais importante estar bem preparado no início da temporada”, disse o jogador através de comunicado divulgado pelo clube holandês neste domingo.

Robben ainda garantiu que o revés “não muda nada” e que ele continuará como jogador de Groningen.

Por causa da grande expecativa ao redor da estreia do ídolo do futebol holandês, a sessão de treinamento seria televisionada. A transmissão estava na programação de dois canais de televisão.

“Entendo que os fãs gostariam de me ver lá, mas depois me verão em ação e esse é o objetivo final”, disse Robben.

O atacante deixou o futebol em junho de 2019 após não renovar com o Bayern de Munique, da Alemanha, mas desde então dava sinais de que não estava contente com a aposentadoria e procurava um clube para retornar. No Brasil, o Botafogo chegou a sondar o jogador, mas a pedida salarial impediu o acerto.

Robben atuou pelo Groningen entre 1996 e 2002, iniciando nas categorias de base e deixando o clube já como profissional. Na Holanda, também passou pelo PSV Eindhoven antes de ir para Chelsea, Real Madrid e Bayern de Munique, onde viveu o auge de sua carreira conquistando a Liga dos Campeões em 2012/2013. Ele foi vice-campeão da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, com a Holanda.

Com Agências