Volta às aulas deve iniciar com estudantes com mais de 14 anos

Os protocolos de retomada das aulas presenciais estão em fase final e devem ser concluídos ao longo da próxima semana, com apresentação do documento finalizado em uma reunião agendada para a próxima sexta-feira, 17. Essa versão deve atender os alunos acima de 14 anos e ser adaptada gradualmente para as demais faixas etárias e níveis […]

Os protocolos de retomada das aulas presenciais estão em fase final e devem ser concluídos ao longo da próxima semana, com apresentação do documento finalizado em uma reunião agendada para a próxima sexta-feira, 17. Essa versão deve atender os alunos acima de 14 anos e ser adaptada gradualmente para as demais faixas etárias e níveis escolares, considerando as particularidades de cada público.

O comitê estratégico para retomada das aulas presenciais em Santa Catarina, formado por 15 instituições, teve mais uma reunião virtual na tarde desta sexta-feira, 10. O terceiro encontro do grupo teve a apresentação de uma nova ferramenta e o acompanhamento das ações dos cinco grupos de trabalho responsáveis por elaborar os protocolos de medidas sanitárias, ações pedagógicas, gestão de pessoas, transporte escolar e alimentação escolar para o retorno às salas de aula no Estado.

O secretário Natalino Uggioni destacou durante a reunião que ainda não há data determinada para o retorno das aulas presenciais. Ele citou que dois fatos novos tornam mais difícil que a volta às salas de aula ocorra no início de agosto: o agravamento da condição sanitária, conforme panorama apresentado pela Secretaria de Estado da Saúde durante a reunião, e os danos causados pelo ciclone na estrutura das escolas estaduais e escolas municipais.

O decreto 630/2020, estabelecido pelo Governo do Estado, suspende até 2 de agosto as aulas presenciais nas redes privada e pública, nas esferas municipal, estadual e federal, incluindo educação infantil, ensino fundamental, nível médio e educação de jovens e adultos (EJA). O secretário ressaltou que o retorno das aulas presenciais será autorizado apenas quando as informações técnicas da Secretaria de Estado da Saúde indicarem condições favoráveis para tal decisão.

Com Agências