#Verificamos: Foto viral de shopping abandonado não foi tirada foi tirada nos EUA, e não na Venezuela

Circula pelas redes sociais uma imagem de um shopping abandonado. A legenda que acompanha a fotografia diz que o estabelecimento seria na Venezuela. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“ESTE É O SHOPPING DA VENEZUELA e em breve os do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro estarão assim, se votarem em Manuela D’Avila e Eduardo Paes, respectivamente”
Legenda de imagem compartilhada no Facebook que, até às 13h do dia 13 de outubro de 2020, tinha sido compartilhado mais de 900 pessoas no Facebook 

 

FALSO

 

A imagem analisada pela Lupa não é de um shopping na Venezuela. Na verdade, o registro é do antigo centro comercial Rolling Acres Mall, na cidade Akron, Ohio, nos Estados Unidos. Em 2016, o fotógrafo Seph Lawless divulgou no YouTube um curta com imagens do local, mostrando os corredores vazios e a escada rolante do shopping de diversos ângulos. Em seu site, ele também publicou fotografias do estabelecimento.  

Antes disso, em 2015, a revista Time mostrou imagens do Rolling Acres Mall coberto de neve. Segundo a reportagem, o teto de vidro do shopping teria quebrado após uma forte nevasca, criando uma paisagem única. Veja fotos aqui. 

O Rolling Acres Mall foi construído em 1975 e chegou a ter, no seu auge, cerca de 140 lojas, incluindo 5 grandes lojas-âncora. Contudo, na segunda metade da década de 1990, o local entrou em decadência: os comércios foram fechando aos poucos, até que, em 2013, o último estabelecimento fechou. Em 2019, a Amazon chegou a demonstrar interesse no local e pretendia construir uma nova instalação em seu lugar, mas até o momento isso não se concretizou.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos