Vereadores de São João Batista entram de “férias” a partir de segunda

Última sessão da Câmara de Vereadores de São João Batista foi nesta quinta-feira (16), em reunião extra, e a partir da segunda-feira (20), entra em recesso por 15 dias. Parlamentares tem dois períodos de descanso no ano, sendo um no mês de julho e outro de 45 dias entre dezembro e janeiro.

Projetos polêmicos que estavam em discussão nos bastidores, não entraram em analise e votação. É o caso da proposta que pretende reduzir o salário dos parlamentares para o piso nacional, que reduz o número de vereadores de 11 para 9 e outro que visa eliminar o salário do vice-prefeito.

Também ficou fora das discussões a proposta de reduzir o salário dos vereadores no período da pandemia, destinando o valor para manutenção da saúde.

Períodos de recesso é garantido pela legislação municipal, nos dois períodos. No primeiro semestre o vereador Fábio Norberto Sturmer, o Fábio da Ravel, chegou a apresentar um projeto para eliminar a remuneração dos parlamentares nesses períodos, mas a ideia não avançou no legislativo.

Câmara de São João Batista tem uma única sessão por semana, com 90 minutos de duração. O salário dos parlamentares é de R$ 4.089 por mês. Recesso parlamentar é o período em que os parlamentos não funcionam, um equivalente às férias a que têm direito os trabalhadores de um modo geral.

Com Agências

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line