Venezuela recebe 7º voo de ajuda humanitária da China contra a COVID-19

A informação foi confirmada pela vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodríguez, que agradeceu a manutenção do apoio material vindo do governo chinês.

“Estamos na presença do sétimo voo dessa ponte aérea implantada desde o momento em que a Venezuela teve seu primeiro caso da pandemia da COVID-19 […]. Devo lembrar que nosso país foi o primeiro a receber uma delegação de médicos chineses que vieram para nos ajudar”, disse Rodríguez,  durante coletiva no aeroporto internacional Simón Bolívar, no estado venezuelano de La Guaira.

A vice-presidente explicou que o voo trouxe uma remessa de testes de triagem rápida e PCR, além de ventiladores mecânicos, e medicamentos que foram usados ​​no país asiático para o tratamento contra a COVID-19.

“Estamos recebendo esses medicamentos com muita fé, com grande esperança de incorporá-los em nossos esquemas de tratamento, conhecemos a sabedoria milenar chinesa, sabemos de todas as contribuições e avanços científicos”, acrescentou Rodríguez.

A vice-presidente venezuelana destacou ainda que a China está em processo de desenvolvimento de cinco vacinas contra a COVID-19 e que a Venezuela já deu início a todos os trâmites para participar de ensaios clínicos e para disponibilizar e produzir algumas dessas vacinas no país.

Já contando com o carregamento desta terça-feira (8), a vice-presidente indicou que a Venezuela recebeu um total de 700 toneladas de ajuda humanitária para fazer frente à pandemia. Ajudas semelhantes também foram enviadas à Venezuela por países como a Rússia e o Irã.

Rodríguez destacou também que nesta ocasião a carga chegou pela primeira vez em um avião da companhia aérea estatal venezuelana Conviasa, e que será a primeira de muitas da ponte aérea entre Caracas e Pequim.

Bandeiras da Venezuela e China

Venezuela recebe 7º voo de ajuda humanitária da China contra a COVID-19


Com Agências

Leitores On Line