Vacina universal contra o coronavírus seria o ‘Santo Graal’, mas demoraria décadas, diz OMS


Considerar a ameaça a longo prazo ‘deve ser um objetivo contra toda a família do coronavírus, como Mers e Sars’, afirmou o diretor Michael Ryan nesta quarta (1). Porém, alcançar uma vacina capaz de oferecer proteção cruzada não é tarefa fácil. 10 de junho – Pesquisadores trabalham em laboratório na província de Liaoning, nordeste da China. O local é um dos vários na China que tenta desenvolver vacina contra o coronavírus (COVID-19)

O diretor-executivo do Programa de Emergências da Organização Mundial da Saúde, Michael Ryan, afirmou nesta quarta-feira (1) que uma vacina universal contra o coronavírus seria um cenário ideal, mas demoraria décadas para ser desenvolvida.
“Uma vacina universal contra patógenos do coronavírus seria um Santo Graal, mas demoraria décadas”, disse Ryan, se referindo a possibilidade de criação de uma vacina capaz de oferecer uma proteção cruzada contra outros coronavírus.
“Alcançar uma vacina universal é uma mensagem positiva. Porém, é algo fácil de falar, difícil de fazer”, complementou o diretor-executivo, afirmando que a comunidade científica deve considerar a ameaça a longo prazo em “toda a família do coronavírus, como Mers e Sars”, disse.
Mais de 160 mil mortes diárias
Durante a coletiva desta quarta, a OMS informou que, na última semana, o mundo registrou mais de 160 mil mortes por coronavírus por dia.
“Mais de 10,3 milhões de casos de Covid-19 já foram relatados à OMS e mais de 506 mil mortes. Na semana passada, o número de novos casos excedeu 160 mil em todos os dias”, disso o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

COM AGÊNCIAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.