Foi colocado um biombo na recepção para criar a falsa ilusão de separação entre os sintomáticos respiratórios e não-sintomáticos. Sabemos que em todos os estabelecimentos de saúde esses pacientes devem ser separados, a fim de evitar contaminação em massa, porém, a Secretaria de Saúde não fez nada até o momento“, reclama.

Afirma ainda que, dentro da UPA, todos os pacientes seguem misturados. “Pessoas com sintomas respiratórios e não-respiratórios, quando chamados para atendimento, entram em qualquer consultório, caminham pelo mesmo corredor até o Raio X, muitas vezes retornam ao consultório até serem levados ao isolamento interno, assim, contaminando funcionários, crianças, adultos e idosos que realizam este mesmo trajeto“.

A UPA está trabalhando com equipe reduzida em virtude de servidores afastados pela Covid-19. Relata o leitor que os funcionários reclamam para os usuários, que estão desesperados com esta mistura de pacientes, desde a recepção até dentro da UPA.

Versão da Secretaria de Saúde

Procurada pela reportagem, a secretaria se posicionou enviando nota, onde afirma que, no atendimento inicial, se o paciente apresenta sintomas, é orientado o distanciamento até o atendimento médico. Aduz, ainda, que pacientes que na triagem inicial apresentarem problemas graves de respiração serão isolados imediatamente.

Veja a íntegra da nota:

A Prefeitura de Biguaçu, através da Secretaria de Saúde,  vem trabalhando incansavelmente no enfrentamento da Covid-19.  O município foi um dos primeiros da Grande Florianópolis a implantar um Centro de Triagem para atendimento de pacientes com sintomas do novo Coronavírus. A primeira estrutura, que funcionava junto à UPA foi destruída na ocorrência do ciclone bomba e, após isso, o município passou a contar com quatro Centros de Triagem: Hospital de Biguaçu, UBS Fundos, PA Marco Antônio e CEIM Cecília Alaíde de Carvalho. Pacientes com sintomas devem procurar esses espaços. Importante destacar que o Centro de Triagem do Hospital recebeu a estrutura que estava junto à UPA, funcionando 24 horas.

Sobre o relato de pacientes sintomáticos que estão sendo atendidos no mesmo espaço, destacamos que no atendimento inicial, se o mesmo apresenta sintomas, é orientado o distanciamento até o atendimento. Pacientes que na triagem inicial apresentarem problemas graves de respiração serão isolados imediatamente.

Por questões de estrutura, a UPA dispõe de apenas uma recepção e a readequação da estrutura neste momento de pandemia seria inviável. Sendo assim, destacamos mais uma vez que pacientes sintomáticos devem se dirigir aos Centros de Triagem.

Sobre o acesso à sala de raio-x, é único. Todas as medidas de segurança e higienização são tomadas antes e após os procedimentos.

A Secretaria de Saúde informa ainda que todos os profissionais são acompanhados e orientados frequentemente sobre o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e medidas de segurança, bem como orienta a população através dos canais de comunicação oficiais sobre os cuidados de prevenção.