Unimed de Joinville atinge 100% de ocupação de leitos de UTI exclusivos para Covid-19

Taxa de ocupação de UTIs exclusivas está em 77% nas redes pública e privada, conforme último dado divulgado pela Secretaria da Saúde

Unimed de Joinville tem 16 leitos exclusivos
Unimed de Joinville tem 16 leitos exclusivos

(Foto: divulgação)

O Hospital Unimed, em Joinville, registrou 100% de ocupação nos leitos de UTI exclusivos para pacientes com Covid-19 nesta quinta-feira (16). Dos 16 leitos destinados para o tratamento do vírus na unidade, todos ficaram ocupados pela primeira vez durante a pandemia do coronavírus. Conforme o hospital, a diretoria ainda está definindo qual será o destino dos próximos pacientes que necessitarem de internação, mas garante que a unidade possui um plano de contigência para ampliação de acordo com a demanda.

A unidade também informou que repassa, diariamente, em três horários diferentes, a atualização do boletim com dados de ocupação e número de pacientes atendidos à Secretaria da Saúde do município. O hospital deve divulgar um comunicado oficial no início desta tarde sobre a situação da lotação dos leitos de UTIs exclusivos.

Rede privada tem 70% de ocupação

Joinville possui três hospitais privados, que oferecem 40 leitos e a taxa de ocupação é de 70%. O Hospital Dona Helena possui 19 leitos e 11 estão ocupados, até a última atualização. Já o HP Vida possui cinco leitos, mas apenas um está ocupado. 

A maior demanda por leitos de UTI na rede pública também levou a Secretaria de Saúde de Joinville a tentar aplicar a oferta de vagas por meio do credenciamento de vagas na rede privada. O edital foi lançado no dia 26 de junho e reservou R$ 5,9 milhões para o uso da estrutura de hospitais privados pelo SUS. O edital prevê até quatro meses de credenciamento. No entanto, a oferta ainda está em processo, segundo a Secretaria da Saúde. Enquanto isso, novos leitos estão sendo criados no Hospital São José e outros serão inaugurados no Hospital Bethesda na próxima semana.  

Resolução garante atendimento para quem tem plano

Segundo a comissão de saúde, da OAB Joinville, uma resolução da Agência Nacional de Saúde suplementar garante o atendimento aos usuários de plano de saúde, mesmo em caso de ocupação máxima das UTIs.

A Associação dos Hospitais de Santa Catarina informou que três fatos dificultam a abertura de novos leitos de UTI neste momento: a falta de profissionais, de equipamentos como respiradores, camas elétricas e também insumos, como medicamentos que não são encontrados no mercado.

A Associação dos Hospitais de Santa Catarina informou também que toda a rede privada está atenta a este momento e garantiu que nenhum paciente ficará sem leito de internação, seja por meio da transferência para outros hospitais da rede ou da criação de novos leitos de UTI.

Quase 20% dos catarinenses têm plano de saúde

Santa Catarina está entre os estados com o maior índice de cobertura de planos de saúde do país. O último levantamento da Agência Nacional de Saúde Suplementar, divulgado em março deste ano, mostra que Santa Catarina tem 1.463.292 usuários de planos de saúde. Quase 20% da população. Desses, 949 mil tem direito a asisstência hospitalar.

Assim como na rede pública, os hospitais particulares criariam leitos exclusivos para o tratamento de pacientes com covid-19. Segundo o Governo do Estado, neste momento são 232 leitos de UTI Covid na rede privada, e 153 estão ocupados, o que representa 65% do total. O índice é melhor do que na rede pública, mas em alguns casos a situação também preocupa.

Com Agências

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line