Tuesday, 04 August, 2020

JORNAL TIJUCAS

União Europeia aplica sanções a cidadãos russos e chineses por ciberataques


A UE (União Europeia) anunciou na 5ª feira (30.jul.2020) sanções contra 2 chineses, 4 russos e 3 organizações responsáveis ou que participaram de ataques cibernéticos.

A decisão é referente ao ataque contra a OPAQ (Organização para a Proibição de Armas Químicas) e ciberataques conhecidos como “WannaCry“, “NotPetya“, e “Operation Cloud Hopper”, que afetaram milhões de pessoas, empresas e instituições.

As sanções impostas incluem a proibição de viajar para os países do bloco europeu e o congelamento de bens ativos na UE. Também foi proibido que pessoas e entidades do bloco disponibilizem recursos para os responsáveis pelos ataques.

Eis a lista dos cidadãos sancionados:

  • Alexey Minin (russo);
  • Oleg Sotnikov (russo);
  • Evgenii Serebriakov (russo);
  • Aleksei Morenets (russo);
  • Gao Qiang (chinês);
  • Zhang Shilong (chinês).

As entidades penalizadas foram o Centro Principal de Tecnologias Especiais do GRU (russo), a Huaying Haitai (chinesa) e a Chosun Expo (norte-coreana).

As ameaças cibernéticas estão aumentando e evoluindo, elas afetam nossas sociedades. Não toleraremos esse comportamento”, disse Josep Borrell Fontelles, representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança, no Twitter.

Segundo a UE, as medidas são “para melhor prevenir, desencorajar, dissuadir e responder a esse comportamento malicioso no ciberespaço”. O bloco também disse que “continua empenhado em criar um ciberespaço global, aberto, estável, pacífico e seguro e, como tal, reitera a necessidade de se reforçar a cooperação internacional a fim de promover a ordem baseado em regras neste domínio”.

Obter novas postagens por e-mail:

Cadernos

Confira…



Fale conosco
redacao@jornaltijucas.com.br 
+554833330097

 

Leitores On Line

 

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE