Turquia condena terrorista a prisão perpétua por atentado em Istambul

Masharipov confessou que atuava para o Estado Islâmico

Masharipov confessou que atuava para o Estado Islâmico
Reprodução/Hurriyet

Um tribunal da Turquia condenou o terrorista Abdulkadir Masharipov a 40 penas de prisão perpétua e a outros 1.368 anos de prisão pelo atentado durante uma festa de Ano Novo na casa noturna Reina, em Istambul, informou a agência de notícias local Anadolu nesta segunda-feira (07).

Masharipov, um cidadão do Uzbequistão, foi acusado de ter metralhado várias pessoas presentes na casa noturna Reina, às margens do Bósforo.

O terrorista havia primeiramente assumido a responsabilidade pelos acontecimentos e admitido ter seguido ordens do Estado Islâmico, mas depois retirou a confissão durante o julgamento no ano passado.

O tribunal, contudo, considerou provado que o acusado entrou na discoteca na noite de Ano Novo e matou os clientes indiscriminadamente, bem como atirou granadas de mão, antes de fugir.

Masharipov recebeu 40 condenações de prisão perpétua, uma para cada vítima e uma por violação da Constituição, além de penas que somam 1.368 anos de cadeia por tentativa de homicídio contra 79 pessoas, número de feridos no ataque, e por porte ilegal de armas.

O ataque, entre a noite de 31 de dezembro de 2016 e 1º de janeiro de 2017, matou 39 pessoas e feriu gravemente outras 70 dentro de um dos clubes mais famosos da capital turca. O acusado foi capturado no dia 16 de janeiro de 2017 e, desde então, aguardava a sentença.

Outros acusados

Além disso, o tribunal condenou outro acusado, Ilyas Mamasharipov, a 1432 anos de prisão por colaboração nos mesmos crimes.

Dos 57 acusados, os juízes absolveram 11 de todas as acusações, enquanto os outros foram condenados a várias penas de prisão por participação em organização terrorista – no caso, o Estado Islâmico.

Masharipov fugiu do local do crime após o massacre, mas foi preso 17 dias depois em Istambul e identificado por comparação com imagens de câmeras de segurança no bairro de Ortaköy, onde a discoteca estava localizada.

Leitores On Line