dunorte

.cls-1{fill:none;}.cls-2{clip-path:url(#clip-path);}

Divulgação Distribuidora Dunorte

Funcionário da empresa Dunorte, em Manaus, tem sequelas físicas e psíquicas em decorrência de um acidente de trabalho, que aconteceu em 2013

Um funcionário da empresa Dunorte Distribuidora de Produtos de Consumo, em Manaus, receberá R$ 50 mil de  indenização
por danos morais e materiais da empresa. A decisão é da Primeira do Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (AM/RR).

Leia também

  • Funcionária do Atacadão foi demitida após denunciar racismo no trabalho
  • Prem Baba, guru espiritual, deve pagar R$ 500 mil de indenização trabalhista
  • Traficante cobra indenização e desembargador rebate: “Vá trabalhar honestamente”

O trabalhador tem sequelas físicas e psíquicas
em decorrência de um acidente de trabalho, que aconteceu em 2013. Ele foi atingido por cinco metros de pilhas de sacas de trigo e arroz, inadequadamente empilhadas no depósito da distribuidora Dunorte. Ele sofreu diversas lesões: fratura exposta no tornozelo do pé direito, fratura em uma costela e fissuração em outras três costelas, lesão na coluna, afundamento do tórax e, ainda, o impacto e compressão do crânio, que resultou em perda auditiva.

O funcionário estava há um ano e nove meses na Dunorte quando sofreu o acidente.

A Justiça considerou responsabilidade da empresa nas doenças
que acometem o trabalhador, com base no laudo pericial. Ficou comprovado que as lesões físicas e os distúrbios psiquiátricos
que acometem o trabalhador têm relação com o acidente de trabalho.

O funcionário passou a apresentar transtorno
afetivo bipolar estresse pós-traumático. Além disso, após o ocorrido, ele também manifestou problemas de visão e dores no ouvido direito, nervosismo, irritabilidade, ansiedade, episódios de perda de consciência e dificuldades para dormir.

O trabalhador
alega também sentir dores no joelho e parestesia –sensação anormal e desagradável sobre a pele. Ele necessita de acompanhamento médico especialista em psiquiatria por tempo indeterminado.

A Justiça arbitrou a condenação de R$ 30 mil de indenização
por danos morais e R$ 20 mil
por danos materiais.

“A responsabilidade
civil do empregador pelos danos e dissabores oriundos do acidente é inevitável. A perícia constatou redução parcial e temporária da capacidade laborativa”, apontou o magistrado em acórdão. A decisão é passível de recurso ao Tribunal Superior do Trabalho (TST).

    Leia tudo sobre:

    div#taboola-below-article-thumbnails{padding-top: 20px;}.ig-taboola{padding: 0 0px;}.ig-taboola .trc_rbox_border_elm{margin-top: 5px !important;}.ig-taboola .trc_rbox_border_elm .trc_rbox_header_span{border-bottom: 4px solid;}.ig-taboola .trc_rbox_border_elm .trc_rbox_header_span:after{content: “”;position: absolute;display: block;border-bottom: 1px solid;margin-top: 2px;width: 100%;}.iG_componente_taboola_containerTitulo{margin-bottom: 2.2rem;position: relative;}.iG_componente_taboola_containerTitulo .iG_componente_taboola_containerTitulo_title{font-size: 3.18rem;color: #000;text-transform: uppercase;font-weight: 300;border-top: 8px solid #000;padding-top: 8px;width: max-content;}.iG_componente_taboola_containerTitulo .iG_componente_taboola_containerTitulo_title::before{content: “”;display: block;border-top: 1px solid #d4d4d4;position: absolute;width: 100%;top: 0;}

    Veja Também

    window._taboola = window._taboola || [];_taboola.push({mode: ‘organic-thumbs-feed-02-mp’,container: ‘taboola-most-popular-thumbnails’,placement: ‘Most Popular Thumbnails’,target_type: ‘mix’});

    window._taboola = window._taboola || [];_taboola.push({mode: ‘thumbnails-b’,container: ‘taboola-below-article-thumbnails’,placement: ‘Below Article Thumbnails’,target_type: ‘mix’});

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      carregando

      Comentários

      if (/saudebucal/gi.test(window.igChannel) === false){if(document.querySelector(‘meta[name=”iG-noticia-comentarios”]’).content == ‘true’){document.write(‘loading‘);var dataHref = location.href.split(‘?’)[0];document.querySelector(‘#widget-comments’).innerHTML += ‘

      ‘;var checkFBCommentsLoaded = setInterval(function(){if(document.querySelector(‘.fb-comments’).getAttribute(‘fb-xfbml-state’) == ‘rendered’){document.querySelector(‘.fb-comments-loading’).remove();clearInterval(checkFBCommentsLoaded);}}, 100);}}