Tecnologia aumenta chances de sucesso no transplante de rim

Sem a máquina de perfusão renal, a sobrevida de um rim seria de 48 horas. Com o equipamento, é possível prolongar por mais 72 horas. Tecnologia aumenta chances de sucesso no transplante de rim
Neste domingo (27) é o Dia Nacional de Incentivo à Doação de Órgãos. E a tecnologia tem sido cada vez mais uma aliada para aumentar as chances de sucesso dos transplantes, que precisam do apoio das famílias de doadores.
Dizer “sim” na hora em que a vida disse um “não”. Andreza Maria da Rocha nunca mais vai ver o filho. Nathan, de 22 anos, sofreu um acidente de moto há três anos. No hospital, os médicos constataram a morte cerebral. Foi nessa hora de muita dor que a mãe respondeu que sim, a vida podia continuar. Meses antes, Nathan tinha dito que era doador.
“Se eu morrer eu quero que a senhora doe todos os meus órgãos porque outras pessoas vão ter mais tempo de viver com suas famílias e eu vou continuar vivo. Então no momento em que eu fiquei sabendo do acidente, eu lembrei disso na hora”, diz Andreza.
Segundo o Ministério da Saúde, o consentimento das famílias tem aumentado. Mas dá para melhorar. “Nós temos falado muito de conscientização familiar. Se nós deixarmos a nossa vontade explícita, isso fica muito mais fácil porque todos vão respeitar o que nós desejamos”, afirma Luiz Carneiro D´Albuquerque, diretor de Transplantes de Órgãos do Aparelho Digestivo do HC-FMUSP.
Os médicos também dizem que o jeito de abordar a família no hospital faz toda a diferença. Existem equipes treinadas especialmente para isso. Esses profissionais sabem que os parentes precisam de tempo para assimilar a notícia da morte. E mais do que oferecer a opção da doação, devem também esclarecer e confortar a família.
É assim no Hospital de Base de São José do Rio Preto, interior de São Paulo, referência nacional em transplantes. No hospital, o índice de consentimento é mais alto do que a média: oito em cada dez famílias decidem pela doação. O primeiro passo é explicar o que é a morte cerebral.
“Dois médicos diferentes fazem o exame clínico mais um exame complementar. Então nesse momento, a gente vai esclarecer o que é morte encefálica, que isso é equivalente à morte”, explica João Fernando Picollo de Oliveira, coordenador da Organização de Procura de Órgãos do HB.
“Tem que detalhar mais os processos, o mais claro possível, para que essa família entenda o que está acontecendo e aí sim a gente entrar com o assunto da doação e oferecer para eles essa possibilidade”, diz Regiane Sampaio, enfermeira da Organização de Procura de Órgãos.
Sem a máquina de perfusão renal, a sobrevida de um rim seria de 48 horas. Com o equipamento, é possível prolongar por mais 72 horas.
“O transplante pode ser agendado no melhor momento para o paciente, para a equipe médica e até eventualmente para o hospital, que pode estar tendo algumas cirurgias urgentes. Então tira essa emergência da realização do transplante rapidamente”, afirma Álvaro Pacheco, coordenador de Transplante de Rim do Hospital Albert Einstein.
E assim, as chances de rejeição diminuem. E as de uma vida normal aumentam. É o que diz o médico Luiz Augusto Carneiro D’Albuquerque, diretor do serviço de transplantes e órgãos do aparelho digestivo do Hospital das Clínicas de São Paulo.
“Hoje tem maratonistas transplantados de coração, de fígado, de rim. Nós estamos falando dessa nova modalidade que nós estamos incorporando ao dia a dia do Brasil. E oferecendo a eles um ganho de qualidade de vida fantástico, maravilhoso. Eu acredito que esse é uma das grandes recompensas que nós que trabalhamos nessa atividade meio maluca temos”, afirma.
Os órgãos do Nathan deram uma nova vida para pelo menos sete pessoas. E o coração generoso dele ainda ajudou a própria mãe a superar um pouco da dor.
“A saudade é muito grande. Mas eu falo: ele está um pedacinho vivo em cada lugar. Tem um pedacinho dele aí. Não sei se é em uma pessoa mais jovem, mais velha, mas tem um pedacinho dele. Ele está vivo”, diz Andreza, mãe de Nathan.

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line