Taxa de isolamento recua para 41,2% após ‘abertura comercial seletiva’ em 38 cidades de RO


Estado caiu para 7ª posição das regiões com os melhores índices do país. Ideal recomendado pelas autoridades de saúde é de 70%. Índice de isolamento social aponta que Rondônia segue na 7ª posição no ranking nacional de melhores taxas de isolamento.

A taxa de distanciamento social recuou para 41,2% em Rondônia. Levantamento de quarta-feira (15) da empresa In Loco, que usa como base dados de localização dos celulares, apontam que o estado caiu para sétima posição no ranking entre as regiões com melhor índice do Brasil. O índice médio do país é de 39,7%.
A queda ocorreu no mesmo dia em que 38 cidades rondonienses progrediram oficialmente para a Fase 3 do decreto de distanciamento social, chamada de “abertura comercial seletiva”, onde vários estabelecimentos e outras instituições puderam abrir ao público (seguindo os protocolos de segurança contra a Covid-19) (entenda as fases).
Segundo a nova portaria do estado, outras 14 cidades, incluindo Ji-Paraná, permanecem na Fase 2 do Distanciamento Social Seletivo. Nenhuma cidade segue enquadrada na Fase 1 (de distanciamento mais ampliado) ou na Fase 4.
Na segunda-feira (13), antes da progressão de fase, a taxa de isolamento em Rondônia era de 42,7%, representando o segundo melhor índice do país ao ficar atrás apenas do Acre, que apontava 43%.
Apesar disso, autoridades de saúde pontuam que o índice recomendado de isolamento é acima de 70%, pois assim é possível reduzir a disseminação do novo coronavírus.
Veja as regras de abertura
Para funcionar, os estabelecimentos terão que seguir protocolos de segurança contra a Covid-19.
Entre as recomendações sanitárias dispostas no Decreto n° 25.220, de 10 de julho, estão: a garantia da distância mínima de dois metros entre as pessoas e o uso de equipamentos de proteção individual para funcionários, confira regras abaixo:
Limpeza minuciosa diária de todos os equipamentos, componentes, peças e utensílios em geral
Disponibilização de álcool 70%, luvas e máscaras para higiene pessoal dos funcionários e demais participantes das atividades autorizadas
Dispensar a presença física dos trabalhadores enquadrados no grupo de risco
Permitir a entrada apenas de clientes com máscaras ou, se possível, ofertá-las a todos na entrada do estabelecimento, assim como possibilitar o acesso dos clientes à higienização com álcool 70% ou lavatórios com água e sabão e/ou sabonete
Impedir a entrada de crianças e controlar a entrada de compradores, para evitar aglomerações
Fixar horários ou setores exclusivos para o atendimento de clientes com idade superior ou igual a 60 anos e àqueles dos grupos de riscos
A limitação de 40% da área de circulação interna de clientes, no caso de filas fora do estabelecimento, os clientes deverão manter distância de no mínimo 2 metros um do outro
A limitação de 50% da área de estacionamento privativo dos estabelecimentos comerciais, com alternância das vagas
O que NÃO PODE abrir na fase 3?
Casas de show, bares e boates
Eventos com mais de 10 pessoas
Cinemas e teatros
Balneários e clubes recreativos
Cursos e afins para pessoas com menos de 18 anos
Cursos profissionalizantes e capacitações em instituições públicas
Cursos e afins com mais de 10 pessoas

Com Agências