Tuesday, 04 August, 2020

JORNAL TIJUCAS

Suspeitos de utilizar nome do Hospital Evangélico de Londrina para firmar contratos falsos de mais de R$ 4 milhões são presos


Polícia Civil detalhou que estelionatários se passavam por diretores ou funcionários do hospital para firmar contratos de venda ou aluguel de bens. Grupo utilizava como justificativa o auxílio no combate à pandemia do COVID-19. Prisões por fraudes de R$ 4 milhões em contratos hospitalares
Quatro pessoas foram presas em Londrina, no norte do Paraná, suspeitas de integrar organização criminosa que utilizava o nome do Hospital Evangélico para realizar contratos fraudulentos.
De acordo com a Polícia Civil, a fraude contabiliza mais de R$ 4 milhões e os investigados usavam como justificativa o auxílio no combate à pandemia do COVID-19.
As investigações apontaram que a associação criminosa realizava contratos de aluguel e compra e venda de bens em nome do hospital. Os suspeitos se passavam por diretores e funcionários do hospital.
Entre os itens adquiridos de forma ilegal, a polícia apurou que a compra e aluguel de caminhões para descarte de materiais hospitalares infecciosos, materiais hospitalares e cestas básicas.
A Polícia Civil flagrou quando os suspeitos tomaram posse de dois caminhões no valor de R$ 900 mil. Esses veículos foram objetos de contratos fraudados com uma empresa de São Paulo.
Para dar legalidade as transações, os investigados falsificavam documentação contábil do hospital Evangélico, faziam transmissões ao vivo para as tratativas e ainda indicavam como local de entrega dos bens um galpão da Prefeitura de Londrina.
Por meio de nota, a Associação Evangélica Beneficente de Londrina, mantenedora do Hospital Evangélico de Londrina , disse, que como vítima do grupo criminoso, tem colaborado Polícia Civil desde o início das investigações

Obter novas postagens por e-mail:

Cadernos

Confira…



Fale conosco
redacao@jornaltijucas.com.br 
+554833330097

 

Leitores On Line

 

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE