STJ adia julgamento de recurso de Flávio Bolsonaro sobre ‘rachadinha’

Previsto para ser julgado nesta terça-feira pela Quinta Turma do STJ, o recurso em que a defesa do senador Flávio Bolsonaro pede para barrar as investigações sobre o suposto esquema de “rachadinhas” foi retirado de pauta pelo ministro Felix Fischer — relator do caso.

O Radar apurou que a retirada foi feita pelo próprio ministro, sem que tenha havido pedido dos advogados do senador. Com o adiamento, fica a cargo de Fischer pautar o recurso novamente para que ele seja julgado. O processo corre em sigilo.

O filho do presidente é investigado por suspeita de peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro em seu gabinete na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

Leitores On Line