SP ultrapassa 20.000 mortes por covid-19 e inicia testes com vacina chinesa

O Hospital das Clínicas de São Paulo começa a testar a CoronaVac —vacina contra a covid-19 desenvolvida pela biofarmacêutica chinesa Sinovac Biotech, com a qual o Instituto Butantan firmou parceria— nesta 4ª feira (21.jul.2020). A data programada inicialmente era  2ª (20.jul), mas foi adiada por causa do atraso na chegada do carregamento ao Estado, que recebeu 20.000 doses. O anúncio foi feito governador João Doria (PSDB) na manhã desta 3ª feira (21.jul).

Participam dos testes 9.000 profissionais da saúde voluntários de 5 Estados, mais o Distrito Federal. A 1ª pessoa a receber a imunização foi uma médica que não teve a identidade informada. A 3ª fase de testes nos outros 11 centros de pesquisa deve ter início na próxima semana, segundo o Instituto Butantan. O objetivo dessa etapa —a última antes de ser aprovada— é avaliar se a vacina produz anticorpos numa grande quantidade de pessoas e se essa imunidade será duradoura.

Os testes começam no dia em que o Estado de São Paulo ultrapassa 20.000 mortes por covid-19, doença respiratória causada pelo novo coronavírus. São 422.669 infectados, dos quais 20.171 morreram até esta 3ª (21.jul).

Ao todo, 8.269 pessoas estão internadas em enfermarias no Estado e 5.805 nas UTIs (unidades de terapia intensiva), entre casos confirmados e suspeitos. A taxa de ocupação das UTIs é de 66.6% no Estado e 64,3% na capital. O total de pacientes recuperados é de 290.346.

Troca na Saúde

O governador João Doria (PSDB) também anunciou o novo secretário de Saúde na 2ª entrevista do dia, no Palácio dos Bandeirantes. O infectologista Jean Gorinchteyn, do Instituto Emílio Ribas e do Hospital Israelita Albert Einstein, assume a pasta nesta 4ª (22.jul). A posse será na 6ª (24.jul).

“Hoje, nós estamos entendendo o número de vidas que foram salvas e é isso o que nós devemos continuar. Nós estamos no meio dessa guerra. Nós não chegamos ao final. Mas nós, hoje, temos esse aliado que se inicia hoje que é, felizmente, a possibilidade da vacina, que é o início dessa testagem”, afirmou o novo titular da secretaria.

Ele também é professor de infectologia na UMC (Universidade de Mogi das Cruzes). Gorinchteyn afirma que dará continuidade ao trabalho já realizado, como a não-recomendação do uso da hidroxicloroquina e a adoção do Plano São Paulo, que orienta a retomada das atividades econômicas no Estado.

O médico José Henrique Germann deixa o cargo nesta 3ª (21.jul) depois de 19 meses, por problemas de saúde e recomendação médica. Será assessor especial do governo paulista na área de saúde pública. “Como sempre, fique em casa. Proteja-se. Cuide dos idosos e, se precisar sair, use máscara. A sua máscara me protege e a minha máscara protege você”, reforçou Germann, que se despede do cargo.

Com Agências

SP ultrapassa 20.000 mortes por covid-19 e inicia testes com vacina chinesa

O Hospital das Clínicas de São Paulo começa a testar a CoronaVac —vacina contra a covid-19 desenvolvida pela biofarmacêutica chinesa Sinovac Biotech, com a qual o Instituto Butantan firmou parceria— nesta 4ª feira (21.jul.2020). A data programada inicialmente era  2ª (20.jul), mas foi adiada por causa do atraso na chegada do carregamento ao Estado, que recebeu 20.000 doses. O anúncio foi feito governador João Doria (PSDB) na manhã desta 3ª feira (21.jul).

Participam dos testes 9.000 profissionais da saúde voluntários de 5 Estados, mais o Distrito Federal. A 1ª pessoa a receber a imunização foi uma médica que não teve a identidade informada. A 3ª fase de testes nos outros 11 centros de pesquisa deve ter início na próxima semana, segundo o Instituto Butantan. O objetivo dessa etapa —a última antes de ser aprovada— é avaliar se a vacina produz anticorpos numa grande quantidade de pessoas e se essa imunidade será duradoura.

Os testes começam no dia em que o Estado de São Paulo ultrapassa 20.000 mortes por covid-19, doença respiratória causada pelo novo coronavírus. São 422.669 infectados, dos quais 20.171 morreram até esta 3ª (21.jul).

Ao todo, 8.269 pessoas estão internadas em enfermarias no Estado e 5.805 nas UTIs (unidades de terapia intensiva), entre casos confirmados e suspeitos. A taxa de ocupação das UTIs é de 66.6% no Estado e 64,3% na capital. O total de pacientes recuperados é de 290.346.

Troca na Saúde

O governador João Doria (PSDB) também anunciou o novo secretário de Saúde na 2ª entrevista do dia, no Palácio dos Bandeirantes. O infectologista Jean Gorinchteyn, do Instituto Emílio Ribas e do Hospital Israelita Albert Einstein, assume a pasta nesta 4ª (22.jul). A posse será na 6ª (24.jul).

“Hoje, nós estamos entendendo o número de vidas que foram salvas e é isso o que nós devemos continuar. Nós estamos no meio dessa guerra. Nós não chegamos ao final. Mas nós, hoje, temos esse aliado que se inicia hoje que é, felizmente, a possibilidade da vacina, que é o início dessa testagem”, afirmou o novo titular da secretaria.

Ele também é professor de infectologia na UMC (Universidade de Mogi das Cruzes). Gorinchteyn afirma que dará continuidade ao trabalho já realizado, como a não-recomendação do uso da hidroxicloroquina e a adoção do Plano São Paulo, que orienta a retomada das atividades econômicas no Estado.

O médico José Henrique Germann deixa o cargo nesta 3ª (21.jul) depois de 19 meses, por problemas de saúde e recomendação médica. Será assessor especial do governo paulista na área de saúde pública. “Como sempre, fique em casa. Proteja-se. Cuide dos idosos e, se precisar sair, use máscara. A sua máscara me protege e a minha máscara protege você”, reforçou Germann, que se despede do cargo.

Com Agências

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line