Sindicato pede indenização de R$ 200 mil à JBS por funcionários com covid-19

Funcionários da JBS em Dourados (MS) pediram indenização de R$ 200 mil na Justiça do Trabalho. O valor é a soma das compensações devidas a cada trabalhador infectado pelo novo coronavírus mais R$ 100 mil para quem tenha sido exposto ao vírus no ambiente de trabalho.

Autor da ação, o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação da cidade disse ao jornal Folha de S. Paulo que dos 4.300 funcionários da unidade de Dourados, 1.075 contraíram o vírus. Além da compensação financeira, o sindicato pede que a JBS arque com custos de tratamento, exames, deslocamentos e internações. Em caso de morte de funcionário por covid-19, a JBS teria que pagar R$ 500 mil para a família e o custeio de uma bolsa a herdeiros.

O advogado que representa o sindicato, Paulo Roberto Lemgruber, disse que os funcionários querem também a implementação de medidas de prevenção ao contágio e o afastamento imediato de quem faça parte do grupo de risco ou apresente sintomas. Todos os funcionários foram testados, mas, segundo o advogado, não existe uma vigilância ativa.

A JBS se limitou a implementar medidas superficiais de proteção, sem alterar o intenso ritmo de produção de sua unidade de Dourados e sem reduzir a quantidade de trabalhadores por turno, de modo a viabilizar o distanciamento entre os trabalhadores”, afirmou Lemgruber.

Em nota, a JBS disse não ter sido notificada da ação e que “não tem medido esforços para a garantia do abastecimento e da produção de alimentos dentro dos mais elevados padrões de qualidade e segurança além da máxima proteção dos seus colaboradores”.

A contaminação de funcionários pelo novo coronavírus já custou a alguns frigoríficos brasileiros a suspensão de exportação para o mercado chinês, 1 dos principais para o Brasil. No começo de julho, a China suspendeu 2 frigoríficos brasileiros, 1 da JBS, sendo que outros 4 já tinham saído da lista. Na ocasião, o governo brasileiro disse que estava em contato com a Administração Geral de Alfândega da China para prestar esclarecimentos ao órgão.

Com Agências

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.