Segurados do INSS no ES reclamam de dificuldades de acesso ao canal 135


Agendamento dos serviços por meio do telefone é obrigatório em função da pandemia da Covid-19. Perícias médicas continuam suspensas no INSS
Os segurados do INSS que aguardam para receber o auxílio doença ou necessitam do órgão para realizar algum tipo de serviço vêm tendo dificuldades para marcar um horário por meio do telefone de atendimento 135, o canal para agendamento obrigatório da instituição. 
As reclamações em relação ao atendimento começaram já nesta segunda-feira (14), data que marcou a reabertura de 16 agências do INSS no Espírito Santo.
Na ocasião, os segurados que possuíam perícias agendadas tiveram que voltar para casa sem passar pela consulta, já que as perícias foram temporariamente suspensas.
Agências do INSS voltaram a realizar atendimentos presenciais nesta segunda-feira (14)
Reprodução/TV Gazeta
Com isso, a indicação do órgão é que informações também sejam buscadas por meio do 135. 
Mas acontece que, ao ligar, parte da população não consegue falar com os atendentes. Após reclamações dos usuários, um teste também foi realizado por repórteres durante o Bom Dia Espírito Santo desta terça (15).
Em alguns casos, uma chamada gravada informa que o usuário não tem crédito para efetuar a ligação, mesmo quando os celulares são de conta e não pré-pagos. 
Segundo o gerente executivo do INSS no Espírito Santo, Wiliam Batista Marinot, o problema pode estar sendo causado por uma sobrecarga no sistema. Ele garante que a situação será resolvida. 
“Vamos passar essa demanda para a direção central para ver o que pode ser feito para darmos uma resposta mais efetiva à população”, afirmou. 
Apesar da dificuldade de acesso, o diretor do INSS reforça que todos os procedimentos a serem realizados nas agências devem ser primeiramente agendados pelo 135 ou por meio do aplicativo e do site do órgão. 
Veja o plantão de últimas notícias do G1 Espírito Santo
Leitores On Line