Se dependesse dos europeus, Biden teria vitória esmagadora sobre Trump

Apesar da torcida pelo democrata, europeus não creem totalmente na vitória dele. Apenas na Dinamarca a maioria das pessoas acredita que Biden vencerá

A maioria dos europeus prefere que o candidato do Partido Democrata, Joe Biden, vença as eleições americanas que ocorrem na próxima terça-feira, dia 3 de novembro.

A bolsa caiu, é hora de correr para as montanhas? Vá do básico ao avançado com o curso Manual do Investidor

Uma pesquisa do instituto YouGov mostra que Trump perderia de lavada se dependesse da Europa para conquistar seu segundo mandato. A Itália é o país onde o republicano tem uma popularidade maior. Mesmo assim, a preferência por ele é de apenas 20% por lá, enquanto Joe Biden tem 58%.

Já na Dinamarca, Trump é ainda menos querido. Apenas 6% desejam a vitória dele, enquanto Joe Biden tem a preferência de 80%.

A pesquisa do YouGov verificou a preferência dos europeus na Dinamarca, Alemanha, Espanha, Suécia, França, Reino Unido e Itália.

Veja no gráfico abaixo:

Made with Flourish

Apesar da torcida por Biden, os europeus não creem totalmente na vitória dele. Apenas na Dinamarca mais de 50% da população acredita que o Partido Democrata vencerá as eleições.

Para ganhar, Joe Biden ou Donald Trump precisam conquistar pelo menos 270 votos no colégio eleitoral, que é composto de representantes de cada estado, chamados de delegados.

De acordo com pesquisas de intenção de voto da YouGov feitas nos próprios Estados Unidos, Joe Biden é o candidato com mais chances.

Na última atualização, Biden tinha 53,1% da intenção de voto popular, considerando o país inteiro, enquanto Trump teria 44,6%. No colégio eleitoral, que é o que importa para vencer, o democrata também está a frente de Trump, com 356 delegados conquistados, ante 182 de Trump. Nessas pesquisas, Biden vence porque consegue conquistar estados-chave, como Flórida, Pensilvânia e Michigan.

A pesquisa da YouGov sobre a preferência dos europeus também aponta que eles não confiam no sistema eleitoral americano.

O percentual de pessoas do continente que acreditam que as eleições do país serão “justas e livres” varia entre apenas 2% (Alemanha) e 11% (Itália).

Na Alemanha, 20% das pessoas acreditam que, de forma alguma, a votação por lá será justa e livre.

Nas últimas semanas, o presidente Donald Trump chegou a dizer que poderia questionar o resultado eleitoral caso ele mostrasse uma vitória de Biden.

Sem mostrar provas, Trump afirmou que os votos pelo correio podem estar sendo fraudados. O posicionamento do presidente foi mal recebido pela oposição e pelo mercado financeiro, que espera previsibilidade. Depois de críticas, Trump moderou o tom.

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line