SC tem menor taxa de ocupação de UTI desde junho

Dados do boletim epidemiológico desta segunda-feira (14) apontam que 994 (64,7%) dos 1.540 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da rede pública de Santa Catarina estão ocupados. Esta é a menor taxa desde 24 de junho.

A maioria dos pacientes internados segue necessitando de ventilação mecânica – Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Arquivo/Secom

Apesar de o Estado ter 546 leitos livres, ainda há um hospital em lotação máxima, a Maternidade Darcy Vargas, em Joinville.

Em termos regionais, quem tem a maior ocupação é o Planalto Norte, enquanto a região do Vale e da Foz do Rio Itajaí, assim como a Grande Florianópolis, tem ocupação na casa dos 50%.

Ocupação dos leitos de UTI por região – Foto: Divulgação/Governo do Estado de Santa Catarina/ND

Do total de internados, são 365 suspeitos e somente dois casos confirmados de Covid-19. São, também, 200 pacientes com quadro mais grave, que necessitam de ventiladores.

Na rede privada, não contabilizada nos números até aqui, são 69 internados, sendo 63 suspeitos e seis que testaram positivo para a doença. A maioria, 39 pacientes, necessita de ventilação mecânica.

SC chega 198 mil casos

Dados do boletim epidemiológico desta segunda-feira (14) apontam uma alta de 895 casos da Covid-19 em Santa Catarina. Assim, o total de confirmações no Estado é de 198.640 desde o início da pandemia, sendo que 188.493 (94,8%) estão recuperados.

São, também, 14 mortes registradas nas últimas 24h, o que deixa um total de 2.543 vítimas fatais. Assim, a taxa de letalidade é de 1,28%, a menor do país. Contudo, a incidência do vírus segue em alta. A cada 100 mil catarinenses, 2.772 já contraíram o vírus, e 35,5 destes 100 mil morreram.

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line