São José coíbe construções irregulares na área da Avenida das Torres

Em São José, a Secretaria de Urbanismo e Serviços Públicos (SUSP) e a Guarda Municipal estão promovendo uma série de intervenções na região próxima à Avenida das Torres para coibir construções irregulares em áreas de invasão. Em parceria com a Polícia Militar, as ações buscam evitar os avanços irregulares em regiões impróprias para habitação.

Nas operações é realizado o levantamento da quantidade de habitações e notificados os infratores, assim como os proprietários dos terrenos onde estão sendo edificadas as construções clandestinas. Durante as ações, algumas pessoas já foram conduzidas para a delegacia por suspeita de furto de energia elétrica e diversas autuações foram feitas pela Polícia Militar Ambiental.

Para o secretário da SUSP, Michael Rosanelli, as operações são importantes para a contenção das construções irregulares.

(Foto: divulgação)(Foto: divulgação)

– As ações de fiscalização são realizadas diariamente pela equipe da SUSP com o objetivo de estancar as irregularidades. As operações estão surtindo resultados e, nos últimos meses, já foram demolidas mais de 70 novas construções irregulares -, ressalta Michael.

O secretário lembra ainda que toda a área que pertence ao Município está sendo demarcada e qualquer nova construção irregular no local será demolida imediatamente.

– Salientamos ainda que estamos seguindo nosso compromisso de cumprir e fazer cumprir a legislação urbanística vigente, dentro de nossas atribuições legais, com a devida continuidade das ações fiscalizatórias competentes visando sanar as irregularidades que vêm sendo cometidas -, assinala Michael.

As operações de fiscalização serão realizadas em todas as regiões da cidade e as construções irregulares, que não possuem as devidas licenças do Município, serão demolidas imediatamente, de acordo com o que é determinado pela lei, sempre com o apoio da Polícia Militar e Guarda Municipal. O objetivo é o controle do crescente número de construções irregulares em áreas públicas, de preservação e de áreas consideradas de risco em desconformidade com a legislação urbanística e ambiental vigente.

(Foto: divulgação)(Foto: divulgação)

Com Agências

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line