Saiba tudo sobre festas virtuais com peladões e shows de strip em lives

Com o isolamento, as pistas de dança migraram para os aplicativos de videoconferência, até aquelas que promovem uma interação ainda maior entre os presentes. Foi o caso da Kevin, que existe desde 2015, e a Senta, que nasceu na quarentena. O Expresso Ilustrada conta como é que funcionam esses eventos também conhecidos como websurubas ou sex parties. O episódio também analisa shows de strip tease e de drag queens que migraram para as lives e agora tentam sobreviver às possíveis interrupções por violações de regras e direitos autorais. O podcast conta com a participação dos repórteres João Perassolo, Laura Lewer e Manoella Smith. Também falam sobre a organização desses eventos Uno Vulpo e Rapha Maia, criadores da Senta e Kevin, respectivamente.

Com Agências