Saiba o que diz a defesa de Carlos Moisés sobre prosseguimento de impeachment

Após seis horas de sessão, os deputados votaram nesta quinta-feira (17) a aprovação pelo prosseguimento do impeachment do governador Carlos Moisés (PSL) e da vice-governador Daniela Reinher (Sem Partido).

Confira o que diz a defesa do governador Carlos Moisés – Foto: Mauricio Vieira/ Secom

A reportagem do nd+ entrou em contato com o advogado Marcos Fey Probst, responsável pela defesa do governador, que lamentou a decisão. “Da forma que foi, julgaram o governo e não o governador. Expressei o mesmo sentimento enquanto defesa e cidadão, estou envergonhado”, disse.

Em nota, o governo de Santa Catarina destacou a agilidade na votação, mas demonstrou-se confiante “na Justiça e no discernimento dos desembargadores”.

“A pressa com qual o presidente do Parlamento Estadual levou o tema a plenário revela tão somente os interesses políticos daqueles que buscam o poder para fins pessoais e não respeitam o voto dos catarinenses, atentando contra a democracia”, destacou.

Entenda

O pedido de impeachment contra o governador Carlos Moisés foi aprovado por 33 votos a seis, além da abstenção pelo deputado Júlio Garcia. 

Carlos Moisés é acusado de crime de responsabilidade fiscal por conta de um aumento salarial dado aos procuradores do estado, chamado de verba de equivalência em comparação aos procuradores da Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina). 

Confira como votou cada deputado

MDB

  • Luiz Fernando Vampiro (MDB) – sim
  • Ada de Luca (MDB) – sim
  • Fernando Krelling (MDB) – sim
  • Jerry Comper – sim
  • Mauro de Nadal – sim
  • Moacir Sopelsa – sim
  • Romildo Titon – sim
  • Valdir Cobalchini – sim
  • Valnei Weber – sim

PSL

  • Sargento Lima – sim
  • Ana Caroline Campanholo – sim
  • Coronel Mocellin – não
  • Felipe Estevão – sim
  • Jessé Lopes – sim
  • Ricardo Alba – sim

PSD

  • Kennedy Nunes – sim
  • Ismael dos Santos – sim
  • Marlene Fengler – sim
  • Milton Hobus – sim
  • Júlio Garcia – abstenção

PL

  • Ivan Naatz – sim
  • Marcius Machado – sim
  • Maurício Eskudlark – sim
  • Nilson Berlanda – sim

PT

  • Fabiano da Luz – sim
  • Luciane Carminatti – sim
  • Neodi Saretta – sim
  • Pedro Baldissera – sim

PP

  • João Amin – sim
  • Altair Silva – não
  • José Milton Scheffer – não

PSB

  • Nazareno Martins – sim
  • Laercio Schuster – sim

PSDB

  • Marcos Vieira – sim
  • Vicente Caropreso – não

Novo

  • Bruno Souza – não

PCdoB

  • César Valduga – sim

PDT

  • Paulinha – não

PSC

  • Jair Miotto – sim

Republicanos

  • Sérgio Motta – sim

Confira a nota do governo do Estado na íntegra:

O governador Carlos Moisés lamenta a decisão da Assembleia Legislativa de dar prosseguimento ao processo de impeachment nesta quinta-feira, 17. A pressa com a qual o presidente do Parlamento estadual levou o tema a plenário revela tão somente os interesses políticos daqueles que buscam o poder para fins pessoais e não respeitam o voto dos catarinenses, atentando contra a democracia.

O chefe do Executivo estadual permanece confiante na Justiça e no discernimento dos desembargadores e deputados que irão apreciar a questão a partir da formação do Tribunal Misto. A ação se baseia em um frágil argumento que não tem justa causa legal e tampouco apresenta qualquer irregularidade praticada pelo governador, conforme já aferiram o Ministério Público Estadual e o Tribunal de Contas do Estado.

Apesar dos ataques e das tentativas de desestabilização, o governador se mantém firme na missão de gerir o Executivo estadual para o bem dos catarinenses. Orgulha-se de uma administração que já economizou mais de R$ 360 milhões para os cofres públicos com revisão de contratos, inovação e desburocratização de processos. Os investimentos, o desenvolvimento econômico, a saúde e o bem-estar da população seguem como prioridade.

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line