Ruas Bahia e Amazonas foram as mais violentas no trânsito de Blumenau no primeiro semestre de 2020

Foram mais de 120 acidentes e quatro mortes nas duas importantes vias da cidade

As ruas Bahia e Amazonas são as mais violentas para trafegar em Blumenau, aponta um levantamento feito pela Secretaria de Trânsito e Transportes (Seterb). No primeiro semestre deste ano, quatro das 12 mortes no trânsito do perímetro urbano aconteceram em trechos das duas vias. Em toda a cidade foram 1.136 acidentes em seis meses, uma média de seis por dia.

Não é a primeira vez que a dupla surge no ranking negativo de mobilidade. No ano passado elas também foram as que mais registraram acidentes. Apenas neste primeiro semestre foram 65 ocorrências na Rua Bahia e 64 na Amazonas. Se continuar nesse ritmo, os números serão semelhantes a 2019, quando foram registradas 127 e 123, respectivamente.

— Elas são as mais violentas até pelas próprias características: são arteriais, ligam bairros e têm um fluxo muito intenso — explica Márcia Pontes, especialista em trânsito.

A alta velocidade, diz Márcia, é um dos motivos para os acidentes ocorrerem com mais gravidade. Soma-se a isso o fato de serem ruas movimentadas pela existência de comércio, empresas e residências. O “entra e sai” de ruas transversais e estabelecimentos muitas vezes não termina bem. Além das batidas entre veículos, 40 atropelamentos foram registrados entre janeiro e junho. Duas pessoas morreram.

Neste mesmo período, 705 pessoas se feriram em colisões. Outras 12 perderam a vida (incluindo os dois pedestres). Para forçar a diminuição da velocidade, a prefeitura estuda instalar mais 66 lombadas eletrônicas pela cidade, incluindo em ruas como a Amazonas e Bahia. Porém, não há previsão para a ideia sair do papel. 

Pistas retas em boas condições 

O levantamento da Seterb também mostra a quantidade de motocicletas envolvidas em acidentes: foram 598 apenas nos seis primeiros meses deste ano e 1.074 carros. As condições das pistas, na maioria dos casos, são consideradas boas pelos agentes de trânsito. Outra prevalência é quando ao alinhamento da via: normalmente as colisões ocorrem em uma reta.

— O motorista simplesmente descuida, coloca o carro em “modo automático”. Mas o acelerador não pisa sozinho. Infelizmente tem muita gente que encara a rua como pista de corrida. Não adianta, o excesso de velocidade é o câncer dessa cidade — critica Márcia. 

Acidentes com mortes

Rua Amazonas – 3

Rua Frederico Jensen – 2

Rua Bahia – 1

Rua Itajai – 1

Rua Santa Maria – 1

Rua Governador Jorge Lacerda – 1

Rua Norberto Seara Heusi – 1

Rua Elvira Bornhofen – 1

Rua Rio Negrinho – 1

Com Agências

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.