Risco potencial da Covid-19 é grave em São João Batista e região

A Avaliação do Risco Potencial para Covid-19 do Governo do Estado, coloca a Grande Florianópolis, que compõe os municípios do Vale do Rio Tijucas em alerta laranja, com risco potencial grave para o contagio do coronavírus. Nesta quarta-feira (08), os cinco municípios da região somaram 843 casos. Nesta quinta-feira (09) a Prefeitura de São João Batista […]

A Avaliação do Risco Potencial para Covid-19 do Governo do Estado, coloca a Grande Florianópolis, que compõe os municípios do Vale do Rio Tijucas em alerta laranja, com risco potencial grave para o contagio do coronavírus. Nesta quarta-feira (08), os cinco municípios da região somaram 843 casos.

Nesta quinta-feira (09) a Prefeitura de São João Batista deverá divulgar novas regras de isolamento social em um decreto que terá validade já para sexta-feira (10).

De acordo com o mapa, as duas principais preocupações são com o isolamento social e ampliação de leitos. Testagem, investigação e isolamento estão com prioridade três na escala de análise do Governo. A Avaliação do Risco Potencial para Covid-19 visa orientar a Regionalização e Descentralização das ações relacionadas à contenção da pandemia em Santa Catarina.

Os dados divulgados pelas prefeituras nesta quarta-feira (08), mostram Tijucas com 384 casos de coronavírus, e outros 81 seguem aguardando resultado dos exames. São João Batista informou 13 novos registros de Covid-19, chegando a um total de 213 casos.

Nova Trento apresenta 71 casos confirmados e 73 em monitoramento. Major Gercino seguem com 11 confirmações, e Canelinha tem 164 casos confirmados e 44 pessoas monitoradas.

Os níveis de risco são calculados a partir da combinação de oito indicadores em quatro dimensões de prioridade de atuação local, que são Isolamento Social Investigação, testagem e isolamento de casos, Reorganização de fluxos assistenciais e Ampliação de leitos.

Conforme o Risco Potencial para saúde de cada Região de Saúde, um conjunto de medidas é apresentado ao final. O monitoramento é semanal, e a divulgação da classificação das regiões ocorre às quartas-feiras.

COM AGÊNCIAS