Rio Claro libera limpeza de túmulos em cemitério com restrições e medidas sanitárias


As manutenções podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h, e lavadeiras precisam usar botas e luvas de borrachas, além da máscara. Visitas continuam proibidas. A Prefeitura de Rio Claro (SP) liberou, a partir desta segunda-feira (14), o retorno das atividades de limpeza e manutenção dos túmulos no Cemitério Municipal. Os serviços estavam suspensos desde o início da pandemia de Covid-19 para evitar a disseminação (veja exigências abaixo).
De acordo com o secretário de Saúde Maurício Monteiro, as manutenções poderão ser feitas de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h.
“Importante que eles não fiquem próximos de onde esteja havendo um serviço funerário, um sepultamento, para justamente evitar aglomeração e exposição desnecessária. É para garantir a segurança principalmente delas por estarem trabalhando em uma área onde há cadáveres de Covid-19”, explicou.
Prefeitura de Rio Claro libera limpeza de túmulos com restrições e medidas sanitárias
Ronaldo Oliveira/EPTV
Veja todas as exigências necessárias para a retomada dos serviços:
Os prestadores de serviços devem trajar vestimenta apropriada para a atividade (calçados impermeáveis e luvas de borracha), além da máscara de proteção cobrindo boca e nariz;
Como forma de prevenção e proteção aos prestadores de serviço e a outros que venham a ter contato com as superfícies dos túmulos, devem ser utilizados produtos de limpeza à base de hipoclorito de sódio (água sanitária), na medida indicada pelo fabricante para que exerça a ação oxidante/desinfetante/bactericida;
Não é permitida a presença de pessoas menores de 18 anos ou maiores de 60 anos;
Está proibida aglomerações nas adjacências dos túmulos, permitindo, no máximo, dois prestadores de serviços por sepultura, sendo que ambos deverão permanecer distantes dos jazigos durante a realização de eventuais sepultamentos.
Retomada
Prefeitura de Rio Claro libera limpeza de túmulos com restrições e medidas sanitárias
Ronaldo Oliveira/EPTV
Ana Cristina da Silva é uma das 25 lavadoras de túmulos cadastradas no cemitério. Ela aproveitou o primeiro dia de liberação para retomar as atividades, depois de mais de cinco meses parada.
“Já estava sentindo falta e as pessoas sabendo que voltou já ligam para a gente pedindo para lavar o tumulo, aí paga a gente. Mas quando o cemitério estava fechado, não dava para a gente trabalhar, não tinha de onde ganhar dinheiro”, contou.
De acordo com a lavadeira Maria Aparecida da Silva, elas recebem de R$ 20 a R$ 40 por tumulo para manter tudo em ordem mensalmente. Com a liberação, ela já tem 125 sepulturas agendadas.
“Eu pedi para Deus guardar a gente, porque Covid mata e estou aqui. Eu estou protegida e espero que todo mundo esteja consciente com isso também”, disse”.
Visitas proibidas
Cemitério de Rio Claro
Ronaldo Oliveira/EPTV
Ainda segundo a Prefeitura de Rio Claro, os funerais e velórios continuam suspensos por tempo indeterminado. As cerimônias fúnebres relativas às vítimas confirmadas ou suspeitas da Covid-19 não serão permitidos durante os períodos de isolamento social e quarentena.
Para as pessoas que morrem em decorrência de outras causas, as cerimônias de velórios e sepultamentos são permitidas, porém, com várias exigências sanitárias especificadas na portaria da Secretaria Municipal de Saúde:
É exigido disponibilizar água, sabão, papel toalha e álcool em gel a 70% para higienização das mãos durante todo o velório;
A urna mortuária deve ficar em local aberto ou ventilado e não se pode usar ventiladores e equipamentos de ar condicionado nas salas dos velórios;
Também não é permitida a presença de pessoas com sintomas respiratórios e pessoas que pertençam ao grupo de risco para agravamento da Covid-19, ou seja, com idade igual ou superior a 60 anos, gestantes, lactantes, portadores de doenças crônicas e imunodeprimidos;
Quem for ao velório deverá respeitar distanciamento das demais pessoas e utilizar máscara de proteção cobrindo boca e nariz, durante todo o período do velório e sepultamento. Não é permitido disponibilizar alimentos. Para bebidas, devem-se observar as medidas de não compartilhamento de copos;
A portaria recomenda que o velório e o sepultamento ocorram com no máximo 10 pessoas, pela contraindicação de aglomerações.
Infográfico mostra quais são os erros e acertos ao usar a máscara
G1
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 São Carlos e Araraquara.
Leitores On Line