Promotoria Militar pede para Corregedoria da PM apurar circunstâncias da morte de policial


Companheiro, que também é PM, é suspeito de ter disparado o tiro contra a vítima. Cabo da PM baleada por marido militar
Reprodução
A Promotoria Militar vai pedir para a Corregedoria da Polícia Militar a instauração de inquérito policial militar para apurar as circunstâncias da morte de uma policial militar, em Ananindeua, região metropolitana de Belém. A cabo Andreza Maria da Silva Araújo, de 39 anos, foi atingida por um tiro no tórax, na terça-feira (15). De acordo com testemunhas, o companheiro da vítima foi o autor dos disparos.
Ela chegou a ser socorrida e levada para um hospital particular de Ananindeua, pelo companheiro, que é soldado da PM. Mas Andreza não resistiu e morreu.
A Polícia Militar informou que o companheiro da vítima já prestou depoimento na Divisão de Homicídios de crimes contra agentes públicos. E que a Corregedoria da PM acompanha o caso e auxilia a Polícia Civil nas investigações.
Equipes do Corpo Militar de Saúde e do Centro de Atenção Psicossocial da PM prestam atendimento aos familiares da policial.
Leitores On Line