Produção industrial dos EUA cresce 0,4% em agosto, mas decepciona

Alguns economistas projetavam expansão de 1% no período. A produção industrial nos Estados Unidos cresceu 0,4% em agosto, marcando alta pelo quarto mês consecutivo, segundo dados divulgados nesta terça-feira(15) pelo Federal Reserve (Fed, banco central americano).
No entanto, mesmo após os ganhos recentes, o índice em agosto estava 7,3% abaixo do nível pré-pandemia de fevereiro. O resultado também veio abaixo da expectativa de crescimento de 1% de economistas consultados pelo “Wall Street Journal”.
Já o dado de julho foi revisado para alta de 3,5%, contra 3% do dado divulgado anteriormente.
De acordo com o Fed, a produção manufatureira continuou melhorando em agosto, crescendo 1%, mas os ganhos para a maioria das indústrias manufatureiras desaceleraram gradualmente desde junho.
A produção de mineração cedeu 2,5% em agosto, quando a tempestade tropical Marco e o furacão Laura causaram quedas acentuadas, mas temporárias, na extração de petróleo e gás e na perfuração de poços.
A produção de serviços públicos diminuiu 0,4%.
Em relação a agosto de 2019, a produção industrial total foi 7,7% menor. Em julho, a queda na comparação anual havia sido de 7,42%, após revisão do dado.
Segundo o Fed, a utilização da capacidade do setor industrial aumentou 0,3 ponto percentual em agosto para 71,4%, uma taxa 8,4 pontos percentuais abaixo da média de longo prazo (1972–2019), mas 7,3 pontos percentuais acima da mínima de abril.
Assista as últimas notícias de economia
Leitores On Line