Primo de Chico Mendes e outros 7 da família estão com Covid-19

Além da Covid-19, Raimundão Mendes terá que fazer uma cirurgia de hérnia na virilha, em nível grave. Parentes criaram uma vaquinha on-line para ajudá-lo. Raimundão precisa de mais de R$ 4 mil para fazer uma cirurgia de hérnia na virinha

O extrativista e primo do seringalista Chico Mendes, Raimundo Mendes de Barros, mais conhecido como Raimundão, de 75 anos, foi diagnosticado com a Covid-19, há quatro dias. Além dele, outras sete pessoas da família, incluindo o neto José Barros, de 3 anos, receberam o diagnóstico positivo para o novo coronavírus. Todos estão em casa em tratamento.
Uma vaquinha on-line foi criada na internet e tenta arrecadar mais de R$ 4 mil para ajudar Raimundão, que além da Covid-19, precisa fazer uma cirurgia de hérnia na virilha, em nível grave.
Ao G1, a filha de Raimundão, Ronaira Azevedo Barros, de 25 anos, explicou que o pai deu entrada na cirurgia de hérnia em 2018 na Fundação Hospitalar do Acre (Fundhacre). Enquanto esperava ser chamado para o procedimento, o extrativista foi realizando os exames exigidos.
“Agilizou os exames e quando estava quase tudo pronto começou a pandemia e paralisou tudo. Só que começou a se agravar e está muito grande. A gente está se mobilizando, um médico se prontificou a fazer a cirurgia dele, mas tem outros custos como despesas do hospital, medicamentos. Só as despesas do hospital são quase R$ 400, calculamos que entre tudo vai dar mais de R$ 4 mil”, contou.
Extrativista fez exame para Covid-19 e testou positivo para a doença
Arquivo pessoal
Campanha
Sem o retorno da rede pública de saúde, a família decidiu pagar pelo procedimento. Um médico vai fazer a cirurgia sem cobrar nada, mas a família precisar arcar com as despesas do hospital e medicamento.
Sem a quantia disponível, os parentes iniciaram uma campanha on-line na sexta-feira (28) para conseguir o dinheiro. Até esta segunda (31), a campanha já arrecadou R$ 1 mil para ajudar Raimundão.
“Não estamos mais esperando pelo SUS [Sistema Único de Saúde]. Temos medo de que de uma hora para outra isso estoure e seja pior. É dos dois lados. O médico vai passar todos os exames e vamos esperar ele ter alta, esperar mais uns três dias para ele fica no repouso e no final do mês deve fazer”, acrescentou.
Positivo para Covid
Raimundão mora em um seringal na zona rural de Xapuri, interior do Acre. Semana passada precisou ir para cidade e acabou sendo infectado pelo novo coronavírus. Além dele, a esposa, a filha Ronaira, o neto de 3 anos, a nora e outros parentes também se contaminaram. No dia 04 de agosto, o irmão do líder seringueiro morreu por Covid-19. O policial militar aposentado, Francisco de Assis Alves Mendes, tinha 58 anos.
“Graças a Deus as coisas estão fluindo bem. Trabalho com as equipes de fiscalização de Xapuri. O coordenador chamou minha equipe para fazer uma testagem e daí descobri que estava contaminada sem sentir nada. Isso foi quinta [27]. Fiquei muito preocupada porque tinha tido muito contato com meu pai, meu filho e minha mãe”, contou Ronaira.
Na sexta, o extrativista fez o exame e testou positivo também. Ronaira diz que o pai é diabético, hipertenso, teve dois infartos e dois Acidentes Vasculares Cerebrais (AVCs).
“Ele pegou e passou pra gente. Ficamos preocupados porque o quadro clínico dele é muito difícil, tem 30% do pulmão funcionando. Fiquei surpresa porque ele não obedece a repouso, caça, pesca e fica dentro do roçado. José teve algumas crises de falta de ar, um dia antes de saber que estava positivo teve uma crise, fomos para o hospital, mas achamos que não era nada”, concluiu.

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line