Presos suspeitos de integrar quadrilha que roubava casas na Região Metropolitana de Porto Alegre

presos-suspeitos-de-integrar-quadrilha-que-roubava-casas-na-regiao-metropolitana-de-porto-alegre


Investigações duraram 12 meses. De acordo com a polícia, grupo criminoso identificado teria praticado diversos roubos a residências, comércios e veículos. Presos suspeitos de integrar quadrilha de roubo a residências em Canoas
A Polícia Civil prendeu, nesta terça-feira (1º), quatro suspeitos de integrar um grupo criminoso que praticava roubo a residências em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre. As prisões fazem parte da Operação Pentágono.
Estão sendo cumpridos 27 mandados de busca e apreensão e quatro de prisão temporária, em Canoas, Porto Alegre, Alvorada, Viamão e Cachoeirinha. De acordo com a polícia, a organização criminosa fica situada no bairro Mario Quintana, na Capital.
Um mandado de busca e apreensão está sendo cumprido, com apoio da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), no Presídio de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc), na cela de um detento investigado.
Segundo o delegado regional Mario Souza, as ordens de prisão expedidas são para os chefes do grupo.
“Concentramos uma energia muito forte na investigação. Trabalho de um ano investigando uma quadrilha que agia na Região Metropolitana, arrombando as casas, muitas vezes, com pessoas dentro de casa”, destaca.
Conforme a polícia, os suspeitos costumavam abordar os moradores que estavam chegando em casa para conseguir entrar e roubar.
As investigações começaram após uma tentativa de roubo a uma residência no bairro Marechal Rondon, em Canoas. Na ocasião, os moradores chegavam de carro em casa quando quatro suspeitos entraram no local. Um morador reagiu e acabou sendo baleado.
Em outra ação, o grupo abordou um motoboy de aplicativo que iria fazer uma entrega de comida. Os suspeitos renderam o motoboy e a pessoa que fazia a retirada do pedido, entraram na casa e roubaram os objetos. O crime ocorreu no bairro São José, em Canoas.
No decorrer do trabalho, foi identificado que a organização criminosa ainda teria praticado roubos a estabelecimentos comerciais e de veículos, além de receptação de objetos, carros e adulteração de sinais identificadores.
Os presos serão encaminhados ao sistema prisional.
Operação contra roubo de residências está sendo realizada nesta terça-feira (1º)
Divulgação / Polícia Civil