Prefeitura lacra bar onde fiscais foram xingados durante vistoria em Ribeirão Preto, SP


Medida foi tomada a pedido do Ministério Público, informou administração municipal. Proprietário do estabelecimento informou que vai recorrer na Justiça. A Prefeitura de Ribeirão Preto (SP) lacrou, na noite de sexta-feira (18), um bar onde uma confusão terminou com agentes do departamento de Fiscalização Geral ofendidos por clientes durante uma vistoria no início do mês.
De acordo com a administração municipal, a medida foi adotada no Boteco Brazukis, no bairro Sumarezinho, a pedido do Ministério Público por irregularidades como perturbação de sossego público, aglomeração de pessoas e disposição de mesas na calçada.
O proprietário do bar disse à EPTV, afiliada da TV Globo, que não foi informado pela Prefeitura sobre o motivo para se lacrar o local e que vai recorrer na Justiça.
Bar onde houve confusão com agentes de fiscalização é lacrado pela Prefeitura em Ribeirão Preto
Reprodução/EPTV
Confusão em bar
Os agentes da Fiscalização Geral de Ribeirão Preto foram ofendidos durante uma vistoria no bar na noite de 4 de setembro.
Eles receberam xingamentos e tiveram o carro cercado ao sair do local depois de encontrarem irregularidades que contrariavam decretos municipais válidos para a fase amarela do Plano São Paulo, como música ao vivo, capacidade superior a 40% e colocação de mesas na calçada.
A ação foi gravada por uma agente da fiscalização e foi transmitida ao vivo nas redes sociais de um dos clientes envolvidos na confusão. Vídeos obtidos pela EPTV também mostraram um homem rasgando o que seria uma notificação e outro dando um tapa no celular de um agente.
O caso foi para no Ministério Público e o promotor Wanderley Trindade disse que os clientes que ofenderam os fiscais responderão na Justiça por crime contra a saúde pública e desacato à autoridade, e o dono do estabelecimento pode responder por dano moral coletivo.
Carro da Fiscalização Geral da Prefeitura de Ribeirão Preto (SP) é cercado após vistoria em bar
Reprodução / EPTV
Os sócios do bar pediram desculpas pela confusão e disseram que ficaram impossibilitados de tomar medidas porque ‘o órgão de autoridade pública já estava ciente e envolvido no caso’ e se comprometeram a ampliar os esforços para evitar comportamentos que desrespeitem os protocolos de saúde na pandemia da Covid-19.
Além disso, o bar garantiu que cumpre as normas estabelecidas para funcionamento durante a quarentena.
Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão Preto e Franca
Initial plugin text

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line