Prefeitura de SP descarta volta às aulas em outubro

A Prefeitura de São Paulo descartou o retorno das atividades da rede municipal de ensino em outubro, mas ainda cogita a volta dos alunos às salas de aula neste ano. Segundo informações confirmadas à Jovem Pan, nesta quinta-feira, 17, o prefeito Bruno Covas (PSDB) deve anunciar que o retorno presencial dos estudantes continuará suspensa até nova avaliação dos técnicos das pastas de Educação e Saúde. O retorno de atividades extracurriculares para outubro devem ser mantidas para o dia 7 de outubro, mas também está em análise. O prefeito enfrenta pressão de sindicato de professores e outros profissionais da educação pelo cancelamento do ano letivo de 2021, conforme outras cidades da região metropolitana já fizeram. Por outro lado há a influência de escolas privadas, que afirmam ter investido na reforma de unidades para receber os alunos.

Atividades extracurriculares, como reforço escolar, estão autorizados no estado de São Paulo desde a última semana, apesar de ainda encontrar bastante resistência nos municípios da região metropolitana da capital. O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de São Paulo afirmou nesta quarta-feira, 16, que acha precipitado o retorno dos alunos em meio à pandemia do novo coronavírus.

Leitores On Line