Prefeito e ex-prefeito de Governador Nunes Freire são alvos de operação do GAECO


Candidato a prefeito de Turilândia e três vereadores também foram alvos da operação, que apura a possível prática de crimes de corrupção, desvio e subtração de recursos públicos. Documentos, carros e dinheiro foram apreendidos. GAECO realiza operação em seis cidades do Maranhão
Nesta terça-feira (15), o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) do Ministério Público do Maranhão, realizou a Operação Quarto Feliz, em parceria com a Polícia Civil.
Durante a operação foi dado cumprimento a mandados de busca e apreensão nos municípios de Governador Nunes Freire, Zé Doca, Turilândia, Santa Helena, Pinheiro e São Luís.
Os alvos da Operação foram:
O prefeito de Governador Nunes Freire, Josimar Alves de Oliveira, e o ex-prefeito do município Marcel Everton Dantas Silva, conhecido como ‘Marcel Curió’;
O candidato a prefeito de Turilândia Paulo Dantas Silva Neto, o ‘Paulo Curió’, irmão de Marcel Everton;
Três vereadores;
Secretários municipais de Governador Nunes Freire dentre outros, totalizando 29 endereços.
Os mandados foram expedidos pelo Juiz Ronaldo Maciel da Vara das Organizações Criminosas.
Segundo o MP-MA, a Operação visa apurar a possível prática de crimes de corrupção, desvio e subtração de recursos públicos na Prefeitura de Governador Nunes Freire, envolvendo as empresas R. F. de Abreu Pereira, G.R.B. Nunes e L&F Comércio e Serviços LTDA.
Durante as buscas em endereços residenciais dos investigados e em uma das empresas, foram apreendidos documentos, veículos de luxo, R$ 30 mil em cheques, computadores, tablets, celulares e notebooks.
Prefeito e ex-prefeito de Governador Nunes Freire são alvos de operação do GAECO
Reprodução/TV Mirante.
De acordo com o MP-MA, foi apreendido R$ 9 mil em espécie na casa do ex-secretário de Educação do município Governador Nunes Freire, João Marinho, além de um cheque no valor de R$ 400 mil na casa do atual prefeito, nominado ao atual secretário municipal de finanças, Stefano Andrey Brandão Guida.
Stefano Andrey foi conduzido à delegacia para lavratura de Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), por ter assumido a propriedade de substância entorpecente encontrada na casa do prefeito, local onde estava no momento da busca.
Além disso, na Operação duas pessoas foram presas por porte ilegal de arma.
Leitores On Line