Poupatempo de Limeira tem reabertura adiada e vai mudar de local; prefeitura critica decisão


Atendimento será oferecido no Limeira Shopping a partir de 5 de outubro, por agendamento. Prefeitura diz que não foi consultada pelo estado e que mudança é “intempestiva”.
Poupatempo de Limeira, antes da pandemia de coronavírus
Divulgação
O Governo do Estado de São Paulo adiou a reabertura do Poupatempo de Limeira (SP), que estava programada para esta quarta-feira (16), para o dia 5 de outubro. Também foi anunciada mudança de local da unidade, o que gerou críticas da prefeitura da cidade.
O atendimento presencial estava suspenso desde março devido à pandemia de coronavírus. O posto vai passar a funcionar no Limeira Shopping, que fica na Avenida Carlos Kuntz Busch, 800, no Parque Egisto Ragazzo.
Com a retomada gradual dos postos Poupatempo, para atender as regras da quarentena em prevenção ao coronavírus, todos os serviços serão prestados mediante agendamento de data e horário, que pode ser feito pelo portal do Poupatempo ou pelo aplicativo Poupatempo Digital.
Na grade de serviços oferecidos pela unidade já estarão contemplados os serviços do Detran-SP, incorporados ao atendimento do Poupatempo. Serão 130 vagas ofertadas diariamente.
“A mudança de localidade irá garantir mais conforto aos cidadãos além de trazer economia de recursos públicos. No novo local, serão adotadas medidas e protocolos sanitários para prevenção da Covid-19”, comunicou em nota a Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp).
Além da obrigatoriedade do uso de máscaras, medição de temperatura, higienização das mãos com álcool em gel e dos calçados com tapete sanitizante, o Poupatempo reduziu a capacidade de atendimento a 30% em cada unidade, priorizando serviços que necessitam da presença do cidadão para ser concluído, como a solicitação do RG e da primeira habilitação, por exemplo, diz o estado.
Os demais, como solicitação da Carteira de Trabalho, Seguro Desemprego, Licenciamento e Transferência de veículo devem ser feitos de forma remota, pela internet, também pelas plataformas digitais do programa.
Crítica
Em nota emitida nesta segunda-feira (14), a Prefeitura de Limeira informou que foi surpreendida com a decisão do Governo do Estado de São Paulo de mudar a sede do Poupatempo e diz que ela foi tomada unilateralmente.
“A prefeitura reforça que não foi consultada sobre o assunto e que não houve tratativas com o Governo Municipal sobre a mudança que, novamente, foi decidida, única e exclusivamente, pelo Governo Estadual sem a participação ou qualquer interação com a atual administração que, inclusive, é totalmente contra essa mudança intempestiva de local”, acrescentou.
O governo municipal observou que foi comunicado apenas por ofício.
O G1 questionou o governo estadual sobre a afirmação de que a decisão foi unilateral e qual foi o motivo da mudança de prédio, mas a Prodesp não se posicionou a respeito.
Sobre a mudança de data para reabertura, comunicou que o motivo é a incorporação dos serviços do Detran-SP ao Poupatempo. “Para que a população seja atendida no mesmo local, com agilidade e qualidade, haverá a mudança”, informou.
Inaugurado em 1º de outubro de 2014, o Poupatempo em Limeira já atendeu cerca de 1 milhão de pessoas, segundo o estado.
Veja mais notícias da região no G1 Piracicaba
Leitores On Line