Portos retomam atividades após paralisação devido ao mau tempo no RS


Operações em Rio Grande, Pelotas e Porto Alegre ficaram suspensas até as 10h desta quarta (1º). ‘Ciclone bomba’ atingiu o estado provocando vento acima de 100km/h, estragos e falta de luz. Porto de Rio Grande tem atividades retomadas após paralisação devido ao mau tempo

A Superintendência dos Portos do Rio Grande do Sul comunicou na manhã desta quarta-feira (1º) que as operações nas unidades de Rio Grande, Pelotas e Porto Alegre estão retomadas. A paralisação, provocada devido ao mau tempo, durou de 22h da terça-feira até 10h da manhã de quarta.
FOTOS: ‘Ciclone bomba’ atinge o Rio Grande do Sul e causa estragos
Serviços de embarque e desembarque de cargas voltaram após uma avaliação que constatou apenas danos materiais nos portos. Em Rio Grande, no Sul do estado, a CEEE está atendendo casos onde existem riscos a terceiros e vai dar prioridade ao restabelecimento da energia.
Em Porto Alegre, a energia está funcionando com gerador e no Porto de Pelotas a luz já foi restabelecida.
Leia a nota da Superintendência dos Portos
A Portos RS comunica a todos os segmentos ligados aos Portos do Rio Grande do Sul, Porto do Rio Grande, Porto de Pelotas e Porto de Porto Alegre, Terminais localizados no Superporto, Agências Marítimas, Estação de Praticagem, Capitania dos Portos, OGMO e demais segmentos ligados à atividade marítima-portuária nessa área, que após a passagem do ciclone em nosso Estado, e segundo as avaliações realizadas na manhã de hoje, que decidiu RETOMAR as operações portuárias em seus portos à partir das 10 horas do dia 01 de julho de 2020.
Pedimos que seja tomado todos os cuidados possíveis durante as operações e informamos que segundo a CEEE, a energia elétrica no porto do Rio Grande, deve ser restabelecida no início da tarde.
Portos do RS têm atividades interrompidas devido à previsão de ventos de 120 km/h
Ciclone bomba
A chuva e o vento forte, provocados pelo ciclone bomba, deixaram estragos e moradores sem luz no Rio Grande do Sul. Às 11h30 desta quarta-feira (1º), havia mais de 630 mil residências sem energia no estado. Rajadas de vento chegaram a 116,6 km/h em Santa Vitória dos Palmar, na Região Sul, a 1h da madrugada.
Segundo o boletim da Defesa Civil do estado, divulgado na manhã desta quarta, 1.119 pessoas foram afetadas e 871 casas ficaram danificadas.

COM AGÊNCIAS

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line