Polícia recupera 22 toneladas de açucar e fecha fábrica clandestina de agrotóxicos

A Polícia Civil, atavés da Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas (DFRC) e da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC), apreendeu na manhã desta quinta-feira (02), uma carga de 22 toneladas de açúcar roubada no Paraná e cerca de oito toneladas de fertilizantes.

De
acordo com o delegado Osnei Valdir de Oliveira, a apreensão
aconteceu em cumprimento a mandado de busca e apreensão no município
de Luiz Alves, no Vale de Itajaí, em decorrência de investigação
que apura crime de receptação, especialmente de fertilizantes e
agrotóxicos, que passavam por processo de adulteração e eram
revendidos para agricultores da região de Luiz Alves.

O
responsável pela adulteração mantinha os fertilizantes e
agrotóxicos em um imóvel, onde passavam pelo processo e eram
reembalados. Além dos produtos, também foram apreendidas diversas
embalagens vazias e sem marca aparente utilizadas no envasamento, bem
como balanças e demais equipamentos utilizados nas práticas
criminosas.

Em
continuidade das diligências, a equipe da DFRC DEIC localizou uma
carga de açúcar roubada que havia sido comercializada pelo homem
preso por suspeita de adulteração, e que havia sido adquirida pelo
proprietário de um alambique. Cerca de sete toneladas do produto já
haviam sido embaladas em sacaria do alambique, descaracterizando a
embalagem da fábrica. Os envolvidos foram encaminhados para a
Delegacia de Polícia, sendo instaurado Inquérito Policial para o
esclarecimento dos fatos.

Leitores On Line