Polícia cumpre mandados em operação que investiga crimes de peculato e fraude em licitação em três cidades de PE


Deflagrada na manhã desta terça-feira (21), Operação Chorume apura participação de empresários e agentes públicos. Mandados são cumpridos no Recife, em Paulista e Caruaru. Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Draco) fica no bairro de Tejipió, no Recife

A Polícia Civil deflagrou, na manhã desta terça-feira (21), uma operação para apurar a participação de empresários e agentes públicos na prática de crimes como peculato, fraude em licitações e associação criminosa. A Operação Chorume ocorre nas cidades do Recife; de Paulista, na Região Metropolitana; e de Caruaru, no Agreste.
Ao todo, estão sendo cumpridos dez mandados de busca e apreensão, um mandado de suspensão de exercício de função pública, um mandado de suspensão temporária de participação em licitações e sequestro de valores. Os mandados foram expedidos pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco.
De acordo com a Polícia Civil, a investigação teve início em novembro de 2018 e é presidida pelo delegado Diego Pinheiro, do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Draco). O trabalho foi assessorado pela Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco.
Nesta terça-feira (21), os mandados são cumpridos por 45 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães.
De acordo com o Tribunal de Justiça de Pernambuco, um inquérito policial está em tramitação no 2º Grau, com pedido de medida cautelar contra o prefeito de Paulista, Júnior Matuto (PSB). A ação corre em segredo de Justiça.
Procurada pelo G1, a prefeitura de Paulista informou que, para emitir um posicionamento, vai aguardar a Polícia Civil se pronunciar a respeito do que motivou a operação. A reportagem tenta contato com as prefeituras do Recife e de Caruaru.

Com Agências

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line