PMN decide não ter candidatos em Uberlândia para as eleições municipais de 2020; sigla apoia PP para a prefeitura

Decisões foram anunciadas durante convenção partidária presencial que ocorreu nesta segunda-feira (15). O Partido da Mobilização Nacional (PMN) em Uberlândia decidiu não ter candidatos a vereador nessas eleições municipais. O anúncio foi realizado durante a convenção partidária presencial que ocorreu nesta segunda-feira (13).
Além disso, a sigla vai apoiar a candidatura do Partido Progressista (PP) para o Executivo da cidade, que ainda deve oficializar o nome de Odelmo Leão para tentar a reeleição à prefeitura de Uberlândia.
Além do PMN, o Progressistas já recebeu apoio do Patriota, do Partido Social Democrático (PSD), do Republicanos, do Partido Liberal (PL), do Partido da Mulher Brasileira (PMB), do Avante, do Partido Verde (PV), do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), do Partido Trabalhista Cristão (PTC), do Partido Social Cristão (PSC), do Democratas (DEM) e do Democracia Cristã (DC).
Neste ano, o calendário das eleições foi adiado por causa da pandemia do coronavírus e o primeiro turno acontece em 15 de novembro, e o segundo, em 29 de novembro, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Cronograma Eleições 2020
A partir de 11 de agosto: emissoras ficam proibidas de transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidato, sob pena de cancelamento do registro do beneficiário;
31 de agosto a 16 de setembro: período destinado às convenções partidárias e à definição sobre coligações;
26 de setembro: prazo para registro das candidaturas;
a partir de 26 de setembro: prazo para que a Justiça Eleitoral convoque partidos e representação das emissoras de rádio e TV para elaborarem plano de mídia;
após 26 de setembro: início da propaganda eleitoral, também na internet;
27 de outubro: prazo para partidos políticos, coligações e candidatos divulgarem relatório discriminando as transferências do Fundo Partidário e do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (Fundo Eleitoral), os recursos em dinheiro e os estimáveis em dinheiro recebidos, bem como os gastos realizados;
15 de novembro: primeiro turno da eleição;
29 de novembro: segundo turno da eleição;
até 15 de dezembro: para o encaminhamento à Justiça Eleitoral do conjunto das prestações de contas de campanha dos candidatos e dos partidos políticos, relativamente ao primeiro turno e, onde houver, ao segundo turno das eleições;
até 18 de dezembro: será realizada a diplomação dos candidatos eleitos em todo país, salvo nos casos em que as eleições ainda não tiverem sido realizadas.
Initial plugin text
Leitores On Line