PM registra quase 7 mil ocorrências de desrespeito a restrições em SC no fim de semana

Casos incluem festas e aglomerações em bares e praias

Rinha de galos em Massaranduba
Rinha de galo com mais de 100 pessoas foi flagrada pela PM em Massaranduba, no Norte de SC

(Foto: Polícia Militar, Divulgação)

A Polícia Militar registrou quase 7 mil ocorrências por desrespeito às restrições contra o coronavírus neste fim de semana em Santa Catarina. Entre sábado (18) e domingo (19), foram 6.972 chamados. Desse total, 3.404 resultaram em notificações, com 1.248 termos lavrados e 312 interdições.

Os dados foram repassados pelo comandante da PM, o coronel Dionei Tonet, em entrevista nesta segunda-feira (20) ao Bom Dia Santa Catarina, da NSC TV.

Segundo o comandante, as ocorrências foram em cidades do Litoral catarinense localizadas nas regiões consideradas em nível gravíssimo para a doença. Entre elas, estão a Grande Florianópolis, Foz do Rio Itajaí e regiões de Laguna, Joinville e Criciúma.

— Nós tivemos diversas festas, muitas em pequenas chácaras, mas também em praias e bares que ficaram abertos na região litorânea — explicou o comandante da PM.

Na sexta-feira (17), o Governo do Estado ampliou as restrições para as regiões consideradas em nível gravíssimo, voltando a suspender ônibus e proibindo a concentração e a permanência de pessoas em espaços públicos, como parques, praças e praias, entre outras medidas.

Na entrevista à NSC TV, o comandante Dionei Tonet falou sobre as dificuldades da polícia para fiscalizar as restrições e citou que tem observado uma mudança no comportamento das pessoas, que, segundo ele, não estão mais “pensando com empatia”.

— Sociedade não está acreditando na necessidade de manutenção do distanciamento social. A gente tem observado que muitos membros da comunidade já não acreditam mais no problema estar presente, e é justamente esse pensamento que está trazendo a maior dificuldade para os órgãos de fiscalização. Nós não estamos conseguindo convencê-los de que eles têm que ficar, então estamos tendo que agir — declarou o comandante.

Santa Catariana vive um momento de aumento de casos e mortes pelo coronavírus. Somente neste domingo, foram registrados mais 23 óbitos pela doença. O total de mortes já chega a 685, conforme dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES). O número de casos confirmados chega a 53, 3 mil.

Ocorrências em Florianópolis

A Guarda Municipal de Florianópolis recebeu 161 chamados durante o fim de semana por conta de ocorrências de descumprimento do decreto de isolamento. O telefone 153 chegou a ficar congestionado pelo volume de ligações para denunciar casos de pessoas desrespeitando as restrições.

Segundo o comandante da Guarda Municipal, Ivan Couto, a fiscalização percorreu praias e espaços públicos para dispersar aglomerações.

— Temos dois grandes problemas, que são as praias e os espaços públicos. Sabemos que essas áreas de lazer que a prefeitura revitalizou estão muito bonitas, mas não é o momento de usar esses espaços. O problema é que a Guarda Municipal vai até o local, as pessoas – muitas vezes crianças – se dispersam, mas quando a equipe segue para atender outra região as pessoas voltam a ocupar aquele local – disse Couto, também em entrevista ao Bom Da Santa Catarina desta segunda.

O comandante da Guarda Municipal reforçou que está proibida a aglomeração em espaços públicos, e a fiscalização vai seguir atuando para fazer valer o decreto na região.

— A prefeitura de Florianópolis vem colocando toda sua estrutura para atuar nestes quesito. A Guarda Municipal vem dobrando efetivo no fim de semana para controlar esses locais onde não pode ter aglomeração.

Com Agências

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.