PM investiga ações de militares em outros registros de agressões durante abordagens no AP


Casos filmados mostram pessoas alvos de abordagens levando tapas. Um dos fatos é apurado pela corregedoria da corporação e o no outro os envolvidos estão sendo identificados. PM se posiciona sobre casos de agressões cometidas por policiais em abordagens
Além do caso da pedagoga Eliane do Espírito Santo, de 39 anos, que levou um soco no rosto durante uma abordagem da Polícia Militar (PM) na sexta-feira (19), em Macapá, a corporação apura outros casos de abusos durante ações, que como no caso da mulher, também foram filmados por testemunhas.
Num caso gravado em julho no município de Cutias do Araguari é possível ver primeiro um militar revistando uma pessoa. Depois, o PM dá um tapa em uma outra pessoa que foi abordada.
Sobre esse caso, a Corregedoria da corporação declarou que está em andamento uma sindicância para apurar a conduta dos militares envolvidos. Não foi
 informado se eles foram afastados.
Vídeo mostrra homem abordado levando soco de PM na orla de Macapá
Reprodução
Em outro vídeo, em 31 de agosto na orla de Macapá, um PM dá um tapa numa pessoa e em seguida um homem tenta intervir e também leva um tapa. Ele cai no chão, é levantado e imobilizado por outro policial e leva mais um saco. A cena é vista por várias pessoas no entorno.
Em relação a esse registro, a Corregedoria da PM tomou conhecimento do fato recentemente e determinou a identificação dos policiais envolvidos e a qual batalhão eles pertencem. Após isso, será aberto um procedimento administrativo para apurar a conduta deles.
Ainda na nota, a Polícia Militar reiterou o “compromisso de servir e proteger a sociedade amapaense”.
Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá