PM é agredido com soco no rosto e morador fica ferido e é preso durante abordagem policial na Zona Oeste de SP; veja vídeos

Segundo Polícia Militar, moradores hostilizaram agentes noite de quarta (23), quando tentavam deter suspeito de roubo. Detido acusa policiais de agressão. Vídeos mostram confusão. PM leva soco no rosto e morador fica ferido durante abordagem policial na Zona Oeste de SP
Um policial militar foi agredido com um soco no rosto e um morador acabou ferido e preso numa confusão durante abordagem da Polícia Militar (PM), na noite de quarta-feira (23), na comunidade do Jardim das Palmas, na Zona Oeste de São Paulo.
O homem detido também acusou policiais militares de agressão (leia mais abaixo). Vídeos gravados por outros moradores e que circulam nas redes sociais mostram o momento que uma pessoa não identificada dá socos em direção a um PM que estava dentro da viatura (veja acima).
Outras imagens mostram objetos, como cones de sinalização de trânsito, sendo lançados em direção ao veículo policial.
O morador Ataíde Oliveira dos Santos foi preso pelos policiais militares e levado ao 89º Distrito Policial (DP), Portal do Morumbi, na Zona Sul. Segundo a PM, ele foi detido por suspeita de roubar alguém da comunidade. Mas não foi encontrado nenhum objeto roubado com ele. Não há confirmação, no entanto, se o homem foi autuado pela Polícia Civil por algum crime, se foi solto ou se continua preso.
A reportagem procurou a Secretaria da Segurança Pública (SSP) para comentar o assunto e aguarda um posicionamento.
Versão da PM
Ainda de acordo com a Polícia Militar, toda a confusão começou depois que Ataíde tentou fugir da abordagem policial, entrando numa viela. Moradores tentaram impedir a prisão do suspeito.
“Nós tínhamos um roubo que tinha sido efetuado há poucos instantes nas proximidades. E com a aproximação da viatura, esse indivíduo [Ataíde] tentou ingressar na viela”, disse o capitão da PM Rodrigo Vilardi.
“Pessoas da comunidade tentaram evitar essa abordagem, danificaram a viatura, lesionaram nosso policial militar”, conta o capitão. “E agora vamos apurar todas as circunstâncias desse fato.”
Versão dos moradores
Moradores ouvidos pela reportagem discordam da versão dos policiais, e alegam que os agentes da PM agrediram Ataíde no momento que o abordaram. Apesar disso, eles não conseguiram gravar essa agressão.
Acabaram registrando, porém, o momento da confusão com a Polícia Militar. Numa das cenas é possível ouvir um barulho parecido com um disparo de arma de fogo. Não dá para saber de onde o som partiu. Mas é possível ver que há tensão entre moradores e policiais.
Versão do morador ferido e preso
Ataíde chegou na delegacia com machucados no rosto e no corpo. Na frente dos policiais militares que o prenderam, o morador disse aos jornalistas que não fez nada que justificasse a sua prisão e a violência que sofreu.
“Eu estava subindo, pra pegar ovo na minha mãe. Tomei enquadro na minha casa, sem fazer nada, feito ladrão…”, disse o morador, que acusou os PMs de agressão.
“Me espancaram. Me espancaram senhor, que me abordaram o quê, me espancaram”, falou Ataíde, que negou ter agredido algum policial. “Aí foram outras pessoas. Quando ele me espancou ele nem estava agredido”.
O hospital do Campo Limpo não informou o nome do policial ferido e seu estado de saúde.

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line