PGR oferece nova denúncia contra Witzel, agora por organização criminosa

Além do governador afastado do Rio, também foram denunciadas outras 11 pessoas, entre elas a primeira-dama, Helena Witzel, e o presidente nacional do PSC, Pastor Everaldo. PGR denuncia Witzel pela segunda vez, agora por organização criminosa
A Procuradoria-Geral da República ofereceu uma nova denúncia à Justiça contra o governador afastado do Rio, Wilson Witzel, do PSC, desta vez por organização criminosa.
A nova denúncia contra Wilson Witzel foi oferecida depois do depoimento de um dos suspeitos de ser operador financeiro no esquema. Além do governador afastado, também foram denunciadas outras 11 pessoas, entre elas a primeira-dama, Helena Witzel, e o presidente nacional do PSC, Pastor Everaldo.
O empresário Edson Torres, apontado como operador financeiro do grupo do Pastor Everaldo, também foi denunciado. Ele procurou o Ministério Público Federal voluntariamente, depois do afastamento do governador.
Edson Torres disse que, antes das eleições de 2018, pastor Everaldo recebeu R$ 1,8 milhão em dinheiro para repassar a Witzel.
Segundo a subprocuradora-geral da República Lindora Araújo, o governador atuava para favorecer quem pagava propina. Os recursos obtidos ilegalmente iam para um caixa único e, na divisão, Wilson Witzel recebia 20% do dinheiro.
Edson Torres afirmou que, até junho de 2020, a caixinha da propina na Secretaria de Saúde arrecadou R$ 50 milhões.
A subprocuradora quer a perda dos cargos públicos, especialmente para Witzel, e que os denunciados sejam condenados a pagar indenização de R$ 100 milhões, por danos materiais e danos morais coletivos.
Wilson Witzel afirmou que todo o patrimônio dele está declarado no Imposto de Renda, é fruto do trabalho e compatível com A sua realidade financeira.
A defesa de Helena Witzel disse que só vai se pronunciar quando tiver acesso aos autos.
A defesa do Pastor Everaldo afirmou que ele sempre esteve à disposição das autoridades e que confia na Justiça e na libertação dele.
O Jornal Nacional não conseguiu contato com a defesa de Edson Torres.
Leitores On Line