PF apura desvio de recursos federais em contratos de locação de veículos pela prefeitura de Palmas

Operação Carta Marcada, deflagrada pela Polícia Federal nesta terça-feira (21), apura esquema de desvios de recursos federais por meio de contratos de locação de veículos para diferentes secretarias de governo.

A ação da PF é realizada em parceria com a Controladoria-Geral da União. Os agentes cumprem mandados em Tocantins, Pará, Goiás, Santa Catarina e no Distrito Federal.

O esquema criminoso, montado por agentes políticos, funcionários públicos e empresários para o direcionamento de licitações, ocorria em secretarias municipais de Palmas, no Tocantins.

A organização criminosa era composta por três núcleos distintos e é suspeita de ter se apropriado de mais de R$ 15 milhões por meio dos contratos investigados.

Durante as investigações, policiais e auditores da CGU revelaram elementos que apontam para a montagem de procedimentos para direcionar contratos superfaturados. Também foram identificadas transações financeiras suspeitas e inconsistências quanto à capacidade de cumprimento dos contratos.

Os investigados poderão responder pelos crimes de fraude em licitação, peculato, corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa.

Com Agências