Pedagoga leva soco durante abordagem policial em Macapá; PMs foram afastados


PM alega que foi fato isolado e vai apurar o que aconteceu. Pedagoga foi presa por desacato. Após pagar fiança, ela também registrou boletim de ocorrência contra a equipe. Pedagoga levou soco no rosto durante abordagem policial na Zona Norte de Macapá
Reprodução
Um vídeo registrou o momento em que a pedagoga Eliane Espírito Santo da Silva, de 39 anos, leva um soco no rosto, durante uma abordagem policial, em Macapá. A Polícia Militar (PM) do Amapá informou que vai apurar o caso, que foi um fato isolado e que os agentes foram afastados das funções.
A abordagem aconteceu na sexta-feira (18) à noite, numa região chamada Loteamento São José, na Zona Norte da capital. A pedagoga foi presa e apresentada no Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) do bairro Pacoval por resistência, desacato e desobediência.
O vídeo foi feito pelo filho da pedagoga. De acordo com Eliane, ela estava dentro do carro de um amigo da família, na frente de casa, quando houve a abordagem. No veículo estavam ela, o marido, dois amigos, um adolescente de 15 anos, e uma sobrinha de 4 anos.
A pedagoga descreveu que três policiais militares iniciaram a revista nos homens, enquanto mandaram ela ir para o outro lado da rua. Ela afirma que foi chamada de “vagabunda” e por isso começou a gravar um vídeo com o telefone.
Ela levou um soco no rosto, resistiu mas foi imobilizada e algemada. O marido dela, Thiago da Silva, também foi detido pelas mesmas acusações; Eliane explicou que após ser presa ele também reagiu à abordagem.
Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line