Operação Nicotiana investiga fraudes de 26 milhões descobertas pela Celesc

Mandados de busca e apreensão foram cumpridos no Vale do Itajaí

Processos fraudulentos de indenização na Celesc, que totalizariam 26 milhões de reais só em 2020 estão sendo investigados pela Polícia de Santa Catarina. Uma operação especial, denominada Nicotiana, com cumprimento de 7 mandados de busca e apreensão acontecem hoje em Rio do Sul, Ituporanga, Vidal Ramos e Pouso Redondo, todos no Vale do Itajaí.

O delegado Pedro Mendes, que conduz as investigações revelou que foram descobertos mais de 1.200 processos ilegais e fraudulentos.

Agricultores eram aliciados e entravam com ações judiciais por danos por falta de energia usando laudos fraudulentos.

Em 2019, a Celesc contratou empresa para realizar perícias e contrapor os laudos fraudulentos a partir de procedimento administrativo a fim de minimizar as judicializações.

De acordo com a Celesc, estes laudos foram emitidos a partir de 2.015.

Leitores On Line