O impeachment é um processo jurídico, diz Napoleão Bernardes

No roteiro que líderes estaduais do PSD realizam durante toda a semana na região sul, o assunto em pauta são as eleições municipais de novembro. O ex-prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes e o deputado federal Ricardo Guidi passam por 33 municípios e avaliam que o partido deve manter o número de prefeitos e vices, hoje são nove prefeitos e onze vices, com possibilidade de aumentar em casos como o de Araranguá. Por lá, o PSD deve indicar o vice para o candidato do MDB, César Cesa. Além de Araranguá, o PSD está na majoritária também em outros dois municípios pólo do Sul: Tubarão e Criciúma, com reedição das chapas que venceram o pleito eleitoral de 2016. Na entrevista que concedeu à coluna, Napoleão Bernardes, um dos nomes em pauta no PSD para as eleições de 2022 como possível candidato ao Governo, avaliou entre outras questões, o impeachment do Governador Moisés na Assembleia. Advogado e professor de direito, Bernardes qualifica o processo como jurídico.
Leitores On Line